Testamos: Hyundai HB20S Premium anda bem – e cobra caro pelo conjunto

Testes 21 de fevereiro de 2019 Leo Alves 2

O Hyundai HB20S Premium leva ao pé da letra o nome de sua versão. O acabamento em couro dos bancos, painéis de portas e do volante, os faróis com assinatura em LED e projetor, e as maçanetas cromadas dão um aspecto mais requintado para o sedã compacto. Os quase R$ 74 mil cobrados pelo modelo também elevam o status da versão, que foi avaliada pelo Garagem360 durante uma semana.

Hyundai HB20S Premium: como anda

Assim como o hatch, que foi analisado com o motor 1,0l, não falta disposição ao três volumes. O propulsor 1,6l de 128 cv empurra bem e o câmbio automático de seis marchas casa bem com o motor, tendo trocas suaves e rápidas. Sobra força para encarar subidas e fazer ultrapassagens. Outra característica em comum entre as duas carrocerias é o bom acerto de suspensão, embora no HB20S ela priorize mais o conforto e pareça ser um pouco mais macia.

LEIA MAIS: Testamos: versão de entrada do Hyundai HB20 agrada com motor 1.0 esperto

Testamos: Chevrolet Camaro 2019 garante diversão a cada acelerada

O carro é estável na estrada e tem um rodar suave na cidade, sem transmitir muito as imperfeições para a cabine. Nos testes, apenas o consumo deixou a desejar, sendo que a melhor marca obtida foi 8,8 km/l entre trechos urbanos e de rodovias, com a pior sendo de 4,5 km/l, sempre com etanol. Pelo Conpet/Inmetro, a medição é de 7 km/l na cidade e 9,3 km/l na estrada, com o combustível vegetal.

Vida a bordo

Por dentro, o acabamento é condizente com uma versão topo de linha. Mesmo utilizando plástico duro no painel, tudo é bem encaixado e o material é de boa qualidade. Os detalhes em couro também ajudam a valorizar o ambiente. A ergonomia é boa e os comandos são facilmente acessados. O painel de instrumentos tem leitura fácil e conta os dados do computador de bordo na tela central.

Raio-X

Hyundai HB20S Premium

Motorização: 1,6l 16 válvulas 128/122 cv a 6 mil RPM (etanol/gasolina)

Torque máximo líquido: 16,5 kgfm/16 kgfm a 5 mil RPM (etanol/gasolina)

Transmissão: automática de seis marchas – possibilidade de troca na alavanca

Dimensões: 4,23 m x 1,68 m x 1,47 m (comprimento x largura x altura)

Distância entre eixos: 2,5 m

Peso em ordem de marcha: 1.086 kg

Tanque de combustível: 50 L

Consumo: 7 km/l (cidade)/9,3 km/l estrada (etanol – pelo Conpet/Inmetro)

Porta-malas: 450 L

Preço: R$ 72.990 (R$ 73.940 como o testado)

Pontos positivos: anda bem, bom acabamento e estabilidade

Pontos negativos: preço, consumo nos testes e espaço interno

A central multimídia blueMedia de sete polegadas é compatível com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, sendo este segundo o utilizado nos testes. Ela tem um bom funcionamento e emparelha fácil com os celulares. A conexão Bluetooth também funciona bem, sendo simples de conectar.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

O maior problema da cabine é mesmo o espaço interno. Se o motorista jogar o banco para trás, o ocupante traseiro ficará com as pernas apertadas. Por conta do desenho do teto, a cabeça de alguém com mais de 1,75m raspar ao andar no banco de trás. Ao menos há bons 450 litros no porta-malas.

Vale a compra?

Trata-se de um bom carro – e que cobra caro por seu conjunto. O preço da versão Premium aproxima o HB20S de veículos maiores, como o Toyota Yaris Sedan, o VW Virtus e o Fiat Cronos. Mesmo sendo a versão mais cara, ela deve alguns equipamentos, como os controles de tração e estabilidade, e a câmera de ré.

Uma profunda reestilização da linha HB20 é esperada para este ano. Dessa forma, talvez seja possível obter algum desconto na compra desta versão, o que faz seu custo-benefício ficar mais atraente. Caso o comprador esteja interessado no sedã, há versões automáticas a partir de R$ 65 mil e com lista de equipamentos não muito diferente do modelo mais completo.

 

  • Renato Sanches Gomes

    13 de novembro de 2019 #1 Author

    Gostaria de saber se as tampas traseiras do HB20S são revestidas de couro sintético da mesma cor que destacam as portas dianteira, volante, câmbio e painel ?

    Responder

    • Leo Alves

      14 de novembro de 2019 #2 Author

      Bom dia, Renato. Tudo bem? Obrigado pelo comentário. Sobre o acabamento, a tampa tem partes revestidas em plástico. Já o fundo do porta-malas é em carpete preto.

      Abraços!

      Leo Alves

      Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *