Saiba como transportar seu pet no carro e evitar multa de até R$ 196

como transportar seu pet no carro e evitar multa de até R$ 196
Transportar o pet em desacordo com o CTB pode render multa e pontos na carteira. Foto: Detran SP

O Detran SP orienta como transportar seu pet no carro e evitar multa. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CBT) alguns pontos que são proibidos quando o assunto é transportar animais de estimação e podem render multa de até R$ 196 e pontos na CNH. Confira a seguir! 

O que não é permito por lei, ao transportar o pet no carro. Foto: Multas em ação

O que pode acabar em multa e penalização, conforme a legislação

Por exemplo, muita gente parece desconhecer, mas não é permitido dirigir com o pet entre os braços ou pernas. O desrespeito à norma pode acabar em multa, embora não seja raro situações como esta.

“É importante frisar que, muito além da infração de trânsito, os condutores devem ter ciência de que um transporte inadequado de seus pets pode distraí-los. Assim, gerar um acidente de trânsito e envolver outros condutores, pedestres e os próprios passageiros que estão nos veículos”, alerta o diretor-presidente do Detran SP, ressalta Neto Mascellani.

Além disso, levar os animais de estimação à esquerda do condutor, no colo e próximo do vidro é mais um exemplo de infração. Neste caso, o descumprimento está no artigo 252 do CTB.  A infração é considerada média, rende quatro pontos na carteira e multa de R$ 130,16.

Outra infração é transportar o pet em partes externas do veículo. Por exemplo, no capô, no teto ou na  caixa estacionária (caçamba) aberta e sem o animal estar devidamente preso. De acordo com o artigo 235 do CTB se trata de uma infração grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH.

Deixar um animal com a cabeça para fora do carro também se trata de infração. Isso porque tal prática é entendida como manter o pet na parte externa do veículo, de acordo com o Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito.

Deixar o pet com a cabeça para fora é algo comum, mas é considerada infração. Foto: Cão em Foco

Leia também: infrações de trânsito que poucos motoristas conhecem

Como transportar seu pet no carro e evitar multa, além de assegurar o conforto do animal

O Detran SP também consultou a médica veterinária Juliana Damiani. De acordo com ela, além de se atentar legislação, é preciso pensar no bem-estar do animal.

Saiba como transportar seu pet no carro e evitar multa
Caixas de transporte e cintos de segurança são as melhores opções para transportar os pets. Foto: Terra

“É muito importante que o motorista verifique com o veterinário qual é o melhor equipamento, de acordo com porte do animal. No caso dos automóveis, o correto é estar sempre bem preso no banco de trás, em uma caixinha ou cesto”, explica a veterinária.

Por exemplo, Juliana completa que animais de pequeno e médio porte, como os gatos, a caixa de transporte é a mais indicada. Além disso, cadeirinhas para pet presas ao banco do veículo também dão segurança ao animal, permitindo que o condutor guia com tranquilidade.

Enquanto isso, para os pets maiores, a veterinária indica cintos de segurança especiais. Também, grades de segurança, que são colocadas entre os bancos traseiro e dianteiro. Assim, impedindo o animal de interagir e distrair o motorista.

Caixas de transporte são fundamentais para levar o pet no carro. Foto: Cangurunews

 

Erica Franco
Erica FrancoJornalista por formação, com mais de 15 anos de experiência em redação em geral. Passagens pelo caderno Máquina e Moto Máquina do jornal Agora São Paulo, Folha online, Jovem Pan, Uol, Mil Milhas, Revista e site Consumidor Moderno, Portal No Varejo, entre outros. Agora editora do site Garagem360!
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar