Recall do Chevrolet Tracker é anunciado pela marca

|Foto: Divulgação/Chevrolet

Um recall do Chevrolet Tracker foi anunciado nesta segunda-feira (19) pelo Procon-SP e pela Chevrolet. Foram chamados os veículos modelos 2020 a 2022 por conta de um problema nos cintos de seguranças dianteiros.

Recall do Chevrolet Tracker

Segundo o comunicado, há um problema no acionamento dos pré-tensionadores abdominais dos cintos. Há o risco de que haja fagulhas decorrentes do funcionamento e que podem atingir o isolador acústico do carpete. Com isso, há o risco de incêndio na região inferior da coluna B, o que pode causar lesões graves nos ocupantes, ou até mesmo fatais.

Veículos convocados

Abaixo, confira quais veículos estão envolvidos no recall.

  • Recall do Chevrolet Tracker;
  • Ano/modelo: 2020 a 2022;
  • Chassis envolvidos: LB900009 até NB100146.

Os donos dos carros envolvidos neste recall do Chevrolet Tracker devem agendar o reparo em uma concessionária da marca. O agendamento pode ser feito no telefone 0800 702 4200. A Chevrolet também disponibiliza seu site para mais informações.

Outros casos

Além do Tracker, há outros recalls em aberto no Brasil. Hoje o Garagem360 divulgou a convocação de alguns modelos da Honda. Todos os detalhes podem ser vistos aqui.

A Volkswagen chamou a picape Amarok para recall há alguns dias, já que existe o risco do estepe se soltar. Todos os detalhes do recall estão disponíveis neste link.

A Renault anunciou recentemente a convocação de alguns veículos fabricados em 2020. Foram convocados os modelos Duster, Duster Oroch, Sandero e Logan. Todas as informações podem ser vistas aqui.

O grupo Stellantis também está com recall em aberto no País. Trata-se de mais um recall motivado pelos airbags produzidos pela japonesa Takata. Por conta disso, alguns veículos da Fiat foram chamados para a troca das bolsas infláveis. O texto completo pode ser visto neste link.

Há um outro recall envolvendo uma marca do Stellantis. Nesse caso, é uma convocação da Jeep e que envolve 1.685 unidades do Grand Cherokee, fabricados entre 2014 e 2015. Segundo o comunicado da Jeep, foi identificada uma falha no sensor de posição do virabrequim dos veículos. Esse problema impossibilita a partida do motor, e em casos extremos pode causar o desligamento repentino do veículo, mesmo em movimento. Todos os detalhes do recall já foram noticiados pelo Garagem360 e podem ser vistos clicando aqui.

Leo Alves
Leo AlvesJornalista formado na Universidade Metodista de São Paulo e participante do curso livre de Jornalismo Automotivo da Faculdade Cásper Líbero, sou apaixonado por carros desde que me conheço por gente. Já escrevi sobre tecnologia, turismo e futebol, mas o meu coração é impulsionado por motores e quatro rodas (embora goste muito de aviação também). Já estive na mesma sala que Lewis Hamilton, conversei com Rubens Barrichello e entrevistei Christian Fittipaldi.
Veja mais ›
Fechar