Brasil pode usar 100% de combustíveis sustentáveis nos próximos anos

Os combustíveis sustentáveis estão em alta no Brasil. O país já conta com uma grande frota de carros movidos a etanol e caminha para o e-fuel com um Projeto de Lei enviado ao Congresso em setembro. A pauta agora gira em torno do diesel verde.

Combustíveis sustentáveis já estão em debate no país - Foto: Freepik
Combustíveis sustentáveis já estão em debate no país – Foto: Freepik

Diesel verde – o próximo passo nos combustíveis sustentáveis

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Estado do Paraná – Setcepar, o diesel verde é o gasóleo do futuro, por conta de sua baixa emissão de carbono. 

Produzido a partir do processo de transformação de matérias-primas renováveis, o diesel verde é um dos pontos-chave para para cumprir assuntos relacionados à sustentabilidade conforme a agenda de 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Sabendo da eficácia, o governo vai propor um plano para a inserção do diesel verde de 1% a 3% de 2027 a 2037 no projeto Combustível do Futuro. O projeto será enviado pelo governo federal ao Congresso.

O setor que mais será empacado é justamente o transporte rodoviário de cargas (TRC). 

O Setcepar se mostrou favorável ao uso do novo combustível como uma alternativa mais ecologicamente amigável e mais sustentável em relação aos combustíveis fósseis.

Além disso, os combustíveis mais sustentáveis é uma tendência crescente em todo o mundo. 

Silvio Kasnodzei, presidente do Setcepar, destaca que o diesel verde não é uma realidade distante, mas sim uma necessidade.

“É interessante que empresas e entidades do setor de transportes conheçam e ofereçam treinamentos voltados para motoristas em relação à direção econômica nos quais o diesel verde seja mencionado como uma das opções de combustíveis limpos que ajudam na sustentabilidade do planeta”, destaca.

Governo empenhado em soluções mais sustentáveis

O governo federal tem se empenhado para a implementação de combustíveis sustentáveis. Estimativas do Setcepar revelam que cerca de R$ 400 bilhões serão usados para o “plano de transição verde”. 

O plano envolvem uma série de etapas e ações, como:

  • conservação e restauração florestal, saneamento
  • gestão de resíduos
  • ecoturismo
  • agricultura de baixa emissão
  • energia renovável
  • mobilidade urbana
  • transporte e logística
  • tecnologia da informação 
  • comunicação e infraestrutura verde.
Falta pouco para termos mais combustíveis sustentáveis nas bombas - Foto: Freepik
Falta pouco para termos mais combustíveis sustentáveis nas bombas – Foto: Freepik

“É necessário esse esforço conjunto entre as empresas do setor e o governo para que essa mudança aconteça de forma efetiva”

“As empresas podem começar a implantar essa tática no TRC investindo em veículos movidos por combustíveis alternativos, como o gás natural e o biocombustível, e adotando práticas de condução mais eficientes”, enfatiza Kasnodzei. 

Na avaliação de Kasnodzei, além de investir em biocombustíveis, o governo também deve avaliar como as organizações podem receber e implementá-lo em suas operações.

Veja também: Nova gasolina terá mais etanol em sua concentração, mas o que muda?

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar