Boletim técnico: a importância do rodízio dos pneus

Notícias 13 de abril de 2018 Leo Alves 0

O rodízio dos pneus é o nome dado pela inversão dos pneus dianteiros pelos traseiros nos veículos, e vice-versa. Como a maioria dos carros vendidos no mercado brasileiro tem tração no eixo da frente, os compostos frontais sofrem um maior arrasto. Isso acaba resultando em um desgaste maior. Para compensar essa diferença, muitos motoristas realizam a inversão dos pneus. Por conta disso, o Cesvi/Mapfre realizou um boletim técnico para esclarecer alguns pontos.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

O rodízio dos pneus só é recomendado para equilibrar o desgaste dos pneus de um veículo que utilize a mesma medida em ambos os eixos. Quanto menor for a diferença de desgaste dos pneus, melhor a estabilidade do conjunto. Sendo assim, o certo é fazer o rodízio quando essa diferença não for evidente.

LEIA MAIS: Vida útil, calibragem e medidas: mitos e verdades sobre pneus

BMW lança linha 2019 do Série 1 no Brasil

Para isso, cada montadora especifica o prazo e a maneira correta de se realizar o rodízio de acordo com o modelo do carro.  Por isso é fundamental consultar o manual do veículo para obter essas informações antes de qualquer procedimento. Em alguns casos, o procedimento nem é recomendado pelas montadoras.

Troca por novos

Caso haja um desgaste excessivo dos pneus dianteiros em relação aos traseiros, o ideal é comprar novos. E eles devem ser instalados no eixo traseiro. Isso se deve ao fato de que, em situações de emergência, os compostos posteriores são os grandes responsáveis pela estabilidade do veículo. Por isso devem estar em boas condições de uso.

Ao contrário do que se pensa, em uma situação de emergência, é mais fácil controlar o veículo nos casos de perda de tração na dianteira. Se houver perda de aderência na traseira, como o eixo é fixo, fica muito mais complexo de se recuperar a direção e o veículo pode rodar.

Foto: Divulgação
Caso não haja especificações para o seu veículo sobre o correto rodízio dos pneus, confira um procedimento que pode ser utilizado

 Outras considerações

É recomendado realizar o balanceamento das rodas e o alinhamento dos ângulos da suspensão e direção do veículo dentro dos prazos recomendados pelo fabricante do veículo, ou em casos nos quais se perceba que o veículo está puxando para algum dos lados, ou ainda se está havendo desgaste irregular na banda de rodagem dos pneus.

A correta calibragem dos pneus contribui para um tempo de vida útil maior. Essa indicação é informada no manual do veículo ou, em alguns casos, em um adesivo colado na parte interna da tampa do bocal de abastecimento do tanque. Recomenda-se verificar a correta calibragem dos pneus semanalmente, lembrando-se de calibrar o estepe também.

Vale ressaltar que, no momento da compra dos pneus novos, é importante se atentar às especificações de carga máxima e velocidade máxima suportada pelos pneus. Essas indicações são respectivamente os números e a letra gravados na lateral do pneu logo após as especificações das dimensões do pneu. Sempre dê preferência para as especificações originais do veículo.

Alguns pneus podem possuir sentido único de rodagem – o que deve ser respeitado em sua montagem no veículo.

Calibragem

Na galeria, veja as informações de calibragem de alguns modelos vendidos no Brasil.

 
 
<
>