Opinião: Vettel vence GP da Hungria e se mantém na liderança do campeonato

Notícias 31 de julho de 2017 Leo Alves 0

Após dois meses desde seu último triunfo, Sebastian Vettel enfim reencontrou o caminho das vitórias. O alemão venceu o GP da Hungria, se manteve na liderança do campeonato e ainda garantiu a dobradinha da Ferrari, já que Kimi Raikkonen foi o segundo colocado. Valtteri Bottas, da Mercedes, foi o terceiro. Vice-lider do campeonato, Lewis Hamilton foi apenas o quarto.

LEIA MAIS: GM deve descontinuar Sonic, Impala e mais quatro nos EUA; veja outros modelos que também devem sair de linha

Volkswagen confirma motor TSI de 128 cv e itens tecnológicos no novo Polo

Assim como a maioria das corridas em solo húngaro, esta foi mais uma prova sem grandes emoções. Logo nos primeiros metros, os dois carros da Red Bull se tocaram em uma disputa de posição. Daniel Riccardo levou a pior, teve seu radiador furado e precisou abandonar sem ter completado nem a primeira volta. Verstappen seguiu e terminou em quinto, mas tomou uma punição de 10 segundos por conta da batida, e que foi cumprida em seu pit stop.

Na ponta, Vettel não chegou a ser ameaçado de fato. Estava claro que Raikkonen seria seu escudeiro, pelo bem do campeonato. Após o pit stop, parecia que a dupla da Ferrari seria pressionada pelos carros da Mercedes. Bottas e Hamilton rendiam melhor com os pneus macios. Por conta disso, a equipe prateada autorizou a troca de posição entre seus pilotos. Porém, avisou a Lewis que deveria devolver o terceiro posto ao companheiro caso não conseguisse ultrapassar a dupla vermelha.

Hamilton cavalheiro

A perseguição aos líderes persistiu por algumas voltas, mas Hamilton não conseguia fazer a ultrapassagem. Este cenário seguiu até o fim e quando o inglês notou que não seria possível lutar pela vitória, cumpriu o acordo e devolveu a posição para Bottas na última curva. Com isto, a diferença que era de apenas um ponto entres os líderes, saltou para 14 (202 a 188 para Vettel).

Agora o circo da Formula 1 para por praticamente um mês para as férias de verão. Neste período, Ferrari e Mercedes devem trabalhar duro para evoluir seus carros para a reta final do campeonato. A disputa tende a seguir acirrada, e a próxima corrida, que será disputada na Bélgica em 27 de agosto, vai ser mais um capítulo dessa batalha entre os multicampeões.

Foto: Reprodução

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *