Testamos: Por R$ 59.240, Volkswagen Up Pepper é o carro mais legal das ruas brasileiras

NotíciasTestes 5 de abril de 2018 Sérgio Vinícius e Leo Alves 0

Como o título aí em cima já informou, o Volkswagen Up Pepper TSI é o carro mais legal das ruas brasileiras. Não é o mais bonito (parece uma torradeira), confortável (espaço nunca foi seu forte), ou tecnológico (falta uma central multimídia mais completa). Mas é feito na medida para quem gosta de dirigir, quer se divertir no (chatíssimo) trânsito das grandes capitais do País e tem saudades de foguetinhos como Uno Turbo, Gol GTI ou Ka XR 2008.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

O Up Pepper é bastante ágil, tanto na cidade como na estrada. O motor TSI caiu como uma luva no modelo. Mesmo sendo mais fraco que o do Polo (105 cv contra 128 cv), não falta fôlego para o pequeno VW. A velocidade aumenta bem rápido e o câmbio manual de cinco marchas tem bons encaixes e combina com o conjunto.

Outro ponto a favor em seu desempenho é que, apesar de ser rápido, ele é bem econômico. O modelo, nos testes do Garagem360, chegou a fazer cerca de 12 km/l na cidade, mesmo com o ar ligado. Sob trânsito a média de consumo ficou na casa dos 8 km/l. A média total ficou na casa dos 11,1 km/l, com gasolina.

A estabilidade é boa, mas a suspensão poderia ser um pouco mais firme e talvez alguns milímetros mais baixa nessa versão. Mesmo não tendo proposta esportiva, combinaria mais com o visual e com o motor TSI. Ficaria mais próximo do VW Up GTI europeu.

Acabamento e conforto

Por ser a versão mais completa, a Pepper é bem acabada. Destaque para o aplique preto no painel que imita fibra de carbono, os bancos e volante em couro com costuras em vermelho.

LEIA MAIS: Testamos: motor TSI e dirigibilidade exemplar colocam o Volkswagen Polo Highline na briga entre os compactos

Testamos: Volkswagen Virtus anda bem e tem espaço de sedã médio por R$ 60 mil

Algo que faz falta, principalmente pelo preço do modelo, são vidros elétricos para os passageiros que vão atrás no carro. Já existe marcas que produzem o acessório para o modelo, mas nada da fabricante implementar alguma solução.

Aliás, essa questão (vidros elétricos) aparentemente é um dos pontos fracos do Up. No Pepper, eles fazem um barulho infernal para subir ou baixar. É comum ouvir reclamações de proprietários sobre ruídos e problemas de acionamento, até mesmo em outras versões. Em alguns casos, a troca do módulo foi necessária.

Quanto à posição de dirigir do Up!, não há reclamações. É alta, inclusive no ajuste mais baixo do banco. Mesmo sendo mais vertical, isso não interfere na boa dirigibilidade do modelo. A visibilidade dos mostradores agrada – mas falta um indicador para a temperatura do motor (item, como se sabe cada vez mais raro no mercado brasileiro).

Raio-X

Volkswagen Up! Pepper TSI 1,0l

Motorização: 1,0l TSI 12 válvulas 105 cv/101 cv a 5 mil RPM (etanol/gasolina)

Torque máximo líquido: 16,8 kgfm a 1.500 RPM (etanol/gasolina)

Transmissão: manual de cinco marchas

Dimensões: 3,68 m x 1,64 m x 1,50 m (comprimento x largura x altura)

Distância entre eixos: 2,42 m

Peso em ordem de marcha: 1.005 kg

Tanque de combustível: 50 L

Consumo: 10,3 km/l com gasolina ciclo cidade/estrada (pelo computador de bordo)

Porta-malas: 285 L

Preço: R$ 59.240

Pontos positivos: diversão ao guiar, boa estabilidade, econômico e potente

Pontos negativos: falta de revestimento nas portas, espaço reduzido no banco traseiro e preço elevado comparado aos concorrentes

Vale a compra?

Em resumo, o Up turbinado não quer ser um esportivo, mas anda como um. Já que não há o GTI no Brasil, ao menos se tem à disposição os modelos TSI que são cerca de 10 cv menos potentes que a versão apimentada europeia.

O preço próximo da casa dos R$ 60 mil pode parecer caro para um modelo pequeno, mas o Up Pepper compensa com um bom conjunto. Só não espere muito espaço no banco traseiro.

Para quem ama dirigir e tem R$ 59.240 para torrar em um carro, é uma das melhores escolhas das ruas brasileiras. Para quem não chegado a ficar atrás de um volante, também vale – é capaz de passar a gostar de dirigir.

Veja imagens do Up Pepper.

 

LEIA MAIS: Perigo: 36,1% dos motoristas não exigem que passageiros usem o cinto de segurança no banco de trás

Túnel do Tempo: Relembre os modelos mais vendidos nos anos 70, 80 e 90

 

 

– .

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *