Carros podem ter seguro mais caro após saírem de linha

Destaques 17 de setembro de 2019 Beatriz Ceschim 0

Todos os anos, as fabricantes de automóveis renovam sua frota e, algumas vezes, optam por tirar de linha alguns modelos. Em 2018, veículos como Palio, Renault Fluence e Picanto deixaram de ser fabricados. O que muita gente não sabe é que os carros podem ter seguro mais caro após saírem de linha.

LEIA MAIS: Veja dicas para evitar furtos dos acessórios do seu carro
Volante, bateria, gasolina: furtos inusitados fazem parte do dia a dia dos motoristas brasileiros

O aumento do valor do seguro ocorre porque esses veículos passam a ser mais visados para roubos e furtos. “Com o passar do anos é uma tendência natural que o preço dos seguros vá ficando mais caro. Entretanto, quando param a produção, a quantia se eleva ainda mais já que as peças começam a valer muito no mercado ilegal, por não serem mais fabricadas”, explica Paulo Marchetti, CEO da Compara, shopping de seguros e produtos financeiros.

Outro ponto importante é que quando os veículos saem de linha, os donos desses modelos correm para vendê-los. Isso gera alta demanda e pouca oferta, já que a maioria das pessoas dá preferência aos carros que ainda estão ativos no mercado, tendo em vista o custo da manutenção e falta de peças. Isso também faz com que o valor do automóvel sofra uma desvalorização acelerada.

Além desses fatores, algumas seguradoras também podem recusar apólices desses carros, por causa da dificuldade em encontrar os componentes do veículo. Existem casos nos quais as companhias se veem obrigadas a indenizar o segurado integralmente, o que gera prejuízos significativos.

“Muitas pessoas optam por carros mais antigos por terem preços mais baixos e esquecem que também serão mais visados. Se ainda sim a opção for o modelo fora de linha, a dica é comparar entre várias seguradoras, pois a diferença de preços pode ser bem grande”, finaliza Marchetti.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Acessórios polêmicos

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *