Renault Kwid terá versão elétrica no Brasil em 2022

veja detalhes do Renault Kwid Elétrico

Na briga dos elétricos, a montadora francesa lançará em 2022 o Renault Kwid elétrico, modelo pretende tomar o lugar do JAC E-JS1 e ser um dos modelos mais em conta da categoria, veja os detalhes.

veja detalhes do Renault Kwid Elétrico
O modelo será apresentado em 2022 (Foto: Divulgação)

Renault Kwid elétrico

O Renault Kwid não é um modelo antigo no mercado nacional. Por aqui, ele chegou em 2016, ou seja, há cinco anos, e tinha como missão ser um carro de entrada, completo e barato, porém foi desbancado pelo Fiat Mobi, seu principal concorrente.

Quando apresentado ao público, o modelo realmente chamou atenção e foi bem recebido pelo público brasileiro, mas que foi desencantando com o passar do tempo.

VEJA TAMBÉM

Dessa forma, a montadora francesa Renault, em uma tentativa de reacender a reputação do modelo no mercado nacional, trará em 2022, a versão elétrica de seu compacto.

Para andar de mãos dadas com o outro produto elétrico da Renault, o Zoe, o Kwid elétrico chega na tentativa de desbancar o JAC E-JS1 do posto de city car elétrico mais barato do mercado nacional. Acredita-se que por aqui, ele terá preço entre R$ 130 mil, alguns lugares estipulam até menos. Hoje, o JAC E-JS1 tem preço de R$ 149.900.

veja detalhes do Renault Kwid Elétrico
Se herdar a motorização do Dacia Sprint, o modelo terá autonomia de 305 km (Foto: Divulgação)

Kwid elétrico será baseado no Dacia Spring

O compacto elétrico francês terá inspiração em seu primo, o Dacia Spring. O modelo é produzido na China e é o carro elétrico mais barato do mercado europeu ocidental.

Ainda não temos informações concretas sobre o Renault Kwid elétrico. No entanto, se ele receber mais do que uma mera inspiração de seu primo, podemos esperar um motor de 33 kW, o que significa algo em torno de 45 cv de potência. O torque seria de 12,6 kgf,m.

Não há informações sobre uma produção nacional, segundo a Mobiauto, provavelmente o modelo também será importado do mercado chinês, bem como acontece com o Dacia Spring europeu.

Ainda sobre os dados técnicos, como já mencionado, caso o Renault Kwid elétrico herde a motorização do Spring, ele terá uma velocidade máxima de 125 km/h, 15 km/h por hora a mais do que o chinês JAC E-JS1. No modo eco, o modelo restringe a velocidade máxima para 100 km/h. O 0 a 100 km/h é feito em um pouco mais de 19 segundos.

Sobre capacidades e autonomia, o modelo europeu conta com uma bateria de 27,4 kWh, o que representa 305 km de autonomia, quase os mesmos 302 km prometidos pela JAC para o JAC E-JS1.

O tempo de recarga do modelo é de 30 minutos para uma autonomia de 80%, caso use uma estação de recarga rápida de 30 kW. O tempo aumenta para quatro horas caso use um wallbox e chega a dez horas em uma tomada residencial de 220V.

Renault Kwid Intense (Foto: Divulgação/Renault)

Aproveite e veja: Tudo sobre o Fiat Toro 2022

Vale destacar, que o modelo  convencional, na versão a combustão, receberá uma atualização ainda esse ano. As mudanças acontecerão tanto no visual que será modificado, bem como na motorização que ficará mais potente. Atualmente, o modelo conta com um motor 1.3 de 66 cv de potência com gasolina e 70 cv com etanol.

O torque é de 9,4 kgf,m e 9,4 kgf,m respectivamente. Com as mudanças, o compacto terá potência de 79 cv e 82 cv de potência na gasolina e no etanol, e torque de 10,5 kgf,m e 10,7 kgf,m respectivamente.

veja detalhes do Renault Kwid Elétrico
Dacia Spring Electric (Foto: Divulgação)

 

Nicole Santana
Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe. Atualmente dedica-se à redação do portal Garagem 360, produzindo notícias, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar