Nissan Kicks 2022 ou Chevrolet Tracker 2022: qual SUV oferece mais por menos?

Para a linha 2022, a Nissan realizou um facelift no Kicks (Foto: Divulgação/Nissan Brasil)

Dois representantes da atual leva de SUVs compactos. Nissan Kicks e Chevrolet Tracker possuem bastante fãs pelo País e estão entre os carros mais queridos. E ambos passaram por mudanças importantes nos últimos anos. Mas qual dos dois oferece mais por menos?

Quer saber mais? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais notícias, vídeos, comparativos e testes automotivos que te levam ao melhor negócio automotivo clicando aqui.

Nissan Kicks 2022 x Chevrolet Tracker 2022

Antes da análise, um pouco de história. Primeiramente, o japonês, que desembarcou por aqui em 2016 e no começo deste ano, passou pela sua primeira reestilização. Com ela, veio a nova grade (alinhada a nova linha da Nissan). Mudanças na parte traseira também foram feitas.

Foto: Divulgação/Chevrolet Brasil)

 

Por outro lado, o SUV da Chevrolet possui uma relação maior com os brasileiros. Nos anos 2000, o Suzuki Vitara foi vendido com o mesmo nome. A primeira geração totalmente feita pela marca americana foi apresentada ao público do Brasil em 2013. Sete anos depois, veio a atual geração com um design mais robusto e moderno.

Motorização

Toda a linha 2022 do Nissan Kicks está sendo oferecida com apenas uma opção de motor. O 1.6 L 16v CVVTVS Flex tem potência máxima de 114 cv a 5.600 rpm e torque de 15,5 kgfm a 4.000 rpm.

Enquanto isso, o Chevrolet Tracker traz duas opções de motorização: o motor 1.0 turbo é capaz de produzir 116 cv (gasolina e etanol) a 5.500 rpm. Já o 1.2 turbo pode produzir 132 cv (gasolina) e 133 cv (etanol) a 5.500 rpm.

Consumo

Um dos fatores mais pesquisados pelo comprador antes de fechar o negócio é o consumo. No Kicks, a versão com câmbio manual pode fazer 11,1 km/l (gasolina) e 7,8 (etanol) na cidade. No mesmo trecho, só que usando o câmbio automático, ele pode fazer 11,4 (gasolina) e 7,7 (etanol).

Foto: Divulgação/Chevrolet Brasil
Foto: Divulgação/Nissan Brasil

Na estrada, a transmissão mecânica faz 13 km/l (gasolina) e 9 km/l (etanol). Já a  automática faz 13,7 km/l (gasolina) e 9,4 (etanol).

Por outro lado, o motor 1.0 turbo ajuda o modelo da montadora norte-americana a obter bons números com o câmbio manual: 13,0 km/l (gasolina) e 9,0 km/l (etanol) na cidade. Já em rodovias, ele faz 14,8 km/l (gasolina) e 10,4 km/l (etanol).

A história se repete usando uma caixa automática:

Versão LT 1.0 automático: 11,9 km/l (gasolina) e 8,2 km/l (etanol) na cidade; 13,7 km/l (gasolina) e 9,6 km/l (etanol) na estrada.

Versão LTZ e Premier 1.0 automático: 11,7 km/l (gasolina) e 8,1 km/l (etanol) na cidade; 13,5 km/l (gasolina) e 9,4 km/l (etanol) na estrada.

Versão 1.2T automática: 11,2 km/l (gasolina) e 7,7 km/l (etanol) na cidade; 13,5 km/l (gasolina) e 9,4 (etanol) na estrada.

Preços e equipamentos

A gama do Nissan Kicks é formada por seis modelos diferentes: Sense manual (R$ 90.390) , Sense CVT (R$ 98.390), Advance (R$106.390), Advance + Pack Plus (R$ 108.390) , Exclusive (R$ 116.390) e Exclusive +Pack Tech (R$  119.890).

Já a linha Chevrolet Tracker é formada por cinco: 1,0T manual (R$ 96.100), LT 1.0T automática (R$ 105,270), LTZ 1.0T automática (R$ 114.190), Premier 1.0T automática ( R$ 122.730) e Premier 1.2T automática (R$ 131.290).

Foto: Divulgação/Nissan Brasil
Foto: Divulgação/Chevrolet Brasil

 

Se tratando de equipamentos, os dois brigam de igual para igual. O que diferencia os dis é que por menos de R$ 100 mil reais, o veículo da Nissan oferece mais. Inclusive pelo fato do modelo Sense CVT  trazer um câmbio que é mais confortável para andar dentro da cidade. Além disso, ela vem com alguns itens que você não encontrará no Tracker mais barato, como por exemplo: acendimento inteligente de faróis, câmera de ré e piloto automático.

Outro fator que dá a vantagem para o modelo nipônico é que mesmo com todos os opcionais, ele sai cerca de R$ 10.000 mais em conta que o americano.

No quesito porta-malas, mais uma vitória do automóvel da Nissan: 432 litros x 393 litros.

Resumo

Por ter um conjunto mecânico mais eficiente, a Chevrolet Tracker consegue números de consumo melhor que o rival nipônico. Porém, o Nissan Kicks custa menos. A versão Sense CVT oferece itens de série mais atraentes que a versão de entrada do SUV da Chevrolet.

Quer saber mais? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais notícias, vídeos, comparativos e testes automotivos que te levam ao melhor negócio automotivo clicando aqui.

 

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar