Um serviço delas para elas! Histórias de mulheres que mudaram de vida atrás do volante

Nesta terça-feira (25), celebra-se o Dia do Motorista. Nesse sentido, um serviço destinado apenas a mulheres reúne relatos importantes sobre essas profissionais. Veja.

Um serviço delas para elas! Histórias de mulheres que mudaram e vida atrás do volante
Dia do Motorista tem data ressignificada por ascensão de mulheres na profissão (Foto: Freepik)

App de motoristas mulheres

Você já ouviu falar do Lady Driver? Trata-se de um aplicativo que conta apenas com mulheres como motoristas. 

A startup de transporte urbano particular foi criada para proporcionar ao público feminino uma oportunidade de ganhar dinheiro, conciliando trabalho com casa e família. 

VEJA TAMBÉM

Atualmente, a empresa possui 100 mil motoristas cadastradas em mais de 50 cidades brasileiras. 

Iniciativa

Fundada pela empreendedora Gabryella Corrêa, a Lady Driver surgiu após um caso real de assédio. 

Dessa forma, a CEO atesta a importância da plataforma para a maior segurança e conforto de mulheres: 

‘’[…] A gente fica feliz com esse ambiente mais seguro, aconchegante, onde as passageiras se sentem mais à vontade até para dividir suas histórias’’, diz Gabryella. 

Histórias de superação

Assim como a ideia da Lady Driver de protagonismo por parte das mulheres nos transportes diários, surgiram algumas histórias de superação. 

É o caso, por exemplo, da motorista Carla Baptista, de 47 anos, moradora de São Paulo. 

Carla começou sua jornada no aplicativo após ser desligada da empresa onde trabalhava por um caso de assédio sexual. 

Logo após, Carla começou a trabalhar como motorista na Lady Driver por necessidade, ao conseguir superar o receio de exercer uma profissão tradicionalmente masculina.

Carla, que em seu começo como motorista ainda buscava se recolocar no mercado de trabalho na função em que se formou (administração e recursos humanos), viu na Lady Driver uma oportunidade única de se desenvolver profissional e pessoalmente. 

“Hoje eu trabalho à noite e o perfil das minhas passageiras são jovens que estão vindo da faculdade, da casa do namorado, indo e voltando da balada com uma roupa mais ousada e, por isso, preferem viajar com uma mulher”, diz Carla. 

Além disso, a motorista relata que até mesmo passageiras de fora da cidade optam pelo serviço. 

Um serviço delas para elas! Histórias de mulheres que mudaram e vida atrás do volante
Dia do Motorista tem data ressignificada por ascensão de mulheres na profissão (Foto: Divulgação)

Rotina e ganhos

De acordo com Carla, atualmente ela consegue tirar, em média, mil reais por semana com o trabalho na Lady Driver. 

Além disso, a atuação a possibilita de se programar e conciliar as atividades de casa e com a filha com o trabalho fora.

‘’[…]Esse trabalho como motorista mudou a minha vida, foi a partir dele que eu dei a volta por cima, sem falar no tanto de gente interessante e histórias que já conheci”, conta. 

Cresce o número de motoristas mulheres em São Paulo

Segundo o Detran-SP, o número de motoristas mulheres que usam o carro para trabalhar cresceu 50,3% na comparação entre janeiro de 2019 e 2023. 

Com isso, mais de 1,4 milhão de mulheres paulistas incluíram a observação de exercer atividade remunerada na CNH nos últimos anos. 

Gervásio HenriqueJornalista com maior experiência profissional no setor automotivo. Atualmente redator do Grupo Gridmidia com foco no portal Garagem360.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar