Motorista gasta R$ 2.013 por mês com o carro, aponta estudo

Greve de motoristas do Uber, e 99 entregadores do Ifood é marcada para terça (29)
(Foto: Portal f5)

Devido aos índices inflacionários da economia brasileira acima dos dois dígitos, a agência Autoinforme retomou os estudos de “inflação do carro”. O levantamento de preços dos produtos e serviços automobilísticos coletados este ano indica que o motorista tem um gasto de R$ 2.013,08 por mês, na média, para rodar e fazer a manutenção do seu carro.

O estudo – que é feito desde 2005 pela agência – analisa todos os gastos do motorista, que são divididos em cinco grandes grupos: combustíveis, peças de reposição, serviços (de oficina e gerais), seguro e impostos. 

ipva restituição passo a passo
(Imagem: Reprodução)

Combustíveis são o maior gasto com o carro

Como era de se esperar, o levantamento mostrou que o maior gasto do motorista é com combustíveis – 41,07% do total, ou R$ 826,82 no mês de abril. 

VEJA TAMBÉM

As peças de reposição compõem o segundo grupo de despesas de maior impacto no bolso do motorista: elas representam 17,57% das despesas, o que, em abril, representou a quantia de R$ 353,60. 

O gasto com seguro representa 12,31% do gasto total, ou R$ 247,86, e as despesas com impostos significam 12,17%.

Os serviços de oficina (alinhamento, balanceamento, revisão etc) e os serviços gerais (estacionamento, lavagem etc) têm participação de 16,88% nas despesas mensais, ou R$ 364,70 em abril.

Desconto no IPVA 2022 pode chegar a 36% no Amazonas
(Foto: Freepik)

Como é feito o cálculo

O cálculo dos gastos é feito com base no uso padrão do automóvel, considerando que o motorista roda, na média, 12 mil quilômetros por ano, usando o carro para ir e voltar ao trabalho, buscar os filhos na escola, fazer compras e pegar a estrada em pequenas viagens nos fins de semana. 

A conta considera também que as peças e os serviços são feitos de acordo com a recomendação do fabricante, como manutenção preventiva, e que o seguro é contra roubo e furto. 

Os gastos com peças de reposição, seguros e impostos são diluídos mensalmente, considerando o tempo de vida de cada peça ou serviço. Exemplo: para fazer a manutenção preventiva o motorista gasta R$ 58,00 de pneus por mês e R$ 90,00 de amortecedores. 

Não é considerado o valor investido na compra do carro, nem mesmo eventual custo com amortização e juros de financiamento.

O segmento considerado para o estudo foi o dos carros compactos seminovos.

ipva golpe
(Foto: Pixabay)

Despesa com veículos em abril/2022

GrupoValor%
CombustíveisR$ 826,8241,07%
Peças  de reposiçãoR$ 353,6017,57%
ServiçosR$ 339,8916,88%
SeguroR$ 247,8612,31%
ImpostosR$ 244,9112,17%
TOTALR$ 2.013,08

Fonte: Autoinforme

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Paulo Silveira
Paulo SilveiraJornalista com 20 anos de experiência profissional como repórter nas principais redações de jornais do Brasil, como Gazeta Mercantil, Folha SP, Estadão e Jornal do Brasil e em cargos de coordenação, edição e direção. Formado em Jornalismo pela Caśper Líbero.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar