Esse SUV de 450 km de alcance virá ao BR em 2024 para brigar com a BYD

A Chery, fabricante chinesa de veículos, apresentou o Chery Omoda 5, um SUV de 450 km de autonomia. Como parte de sua estratégia global, o elétrico deve chegar a vários países, inclusive o Brasil, importado pela CAOA Chery. 

Omoda 5 - o SUV de 450 km de autonomia - Foto: Divulgação

 

Omoda 5 – o SUV de 450 km de autonomia – Foto: Divulgação

 

Omoda 5 – SUV de 450 km de autonomia

Apresentado pela primeira vez no Salão de Xangai no início deste ano, o Omoda 5 não teve muitas informações reveladas. Sabemos apenas que pode ser o mesmo Chery E5 vendido na China. 

Se esse dado for verdadeiro, o modelo se enquadra como SUV compacto, com  4.424 mm de comprimento, 1.830 mm de largura e 1.588 mm de altura, com uma distância entre eixos de 2.630 mm.

E o Omoda 5 chama a atenção pelo design moderno e sofisticado, assim como o sistema de propulsão elétrico, capaz de proporcionar uma condução suave e silenciosa. 

A grade frontal, embora simplificada, traz um ar mais sofisticado ao conjunto de faróis. Estes são conectados entre si por uma faixa decorativa luminosa com o logotipo da Chery

Também é possível notar na dianteira os sensores de radar e câmeras, sugerindo assim que o carro pode ser equipado com câmeras 360 graus.

Quanto à motorização, o SUV conta com um propulsor elétrico de 150 kW (204 cv) de potência e 35,7 kgfm de torque

De acordo com a marca, acelera de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos.

Já a bateria, diferencial do SUV, é de 61 kWh, o que proporciona uma autonomia de 450 km WLTP. 

Omoda 5 conta com tecnologias avançadas de recarga rápida, que permitem que a bateria seja carregada em tempo reduzido. Usando um carregador rápido DC, vai de 30% a 80% de carga em 28 minutos.

Interior Chery Omoda 5 - Foto: Reprodução/China Mobil

 

Interior Chery Omoda 5 – Foto: Reprodução/China Mobil

 

Apostas da Chery para o mercado nacional

É comum a Chery renomear o nome de seus carros nos países em que atua. No Brasil , ela optou por usar o Tiggo, mas não será assim com o Omoda 5, o primeiro SUV da chinesa a não usar o nome Tiggo no país. 

Por aqui, deve competir com  GWM Haval H6, BYD Song Plus, Hyundai Kona e os SUVs eletrificados/ híbridos do mercado. 

Além dele, a montadora tem planos de lançar um SUV ainda menor, o Omoda 3 um substituto do Chery Tiggo 3, o Omoda 7, versão premium do Tiggo 5 e o Omoda 9, uma versão mais robusta do Tiggo 9  

Ambos são produzidos pela submarca premium Omoda. Vale ressaltar que a empresa conta com outros braços premium, a Jaecoo e Exeed.

Veja também:  Carro híbrido flex será produzido em Pernambuco por dona da Fiat e promete sucesso

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar