Tags

Notícias

Electra Glide completa 50 anos e Harley-Davidson relembra sua trajetória

Créditos: Foto: Divulgação
1 setembro, 2015
Rodrigo Loureiro

Modelo foi pioneiro e inaugurou o segmento “Grand Touring” nos Estados Unidos

Uma das mais icônicas motos do line up da Harley-Davidson, a Electra Glide, está comemorando meio século de vida. O modelo foi um dos primeiros do estilo “Grand Touring”, que privilegiava a praticidade e o conforto em viagens de longas distâncias.

Foto: Divulgação
1
Primeiro modelo chegou em 1965

Apesar de ter sido lançada em 1965, a história desta máquina começa muito antes. Durante as décadas de 1930 e 1940, as motos com grande cilindrada passaram por processos de evolução. Primeiro com a Knucklehead, em 1936, e depois com a FL, em 1941, que viria a transformar-se na Hydra Glide oito anos depois. Já em 1958, chegou ao mercado a Duo-Glide, a primeira a possuir suspensão traseira e freio traseiro hidráulico.

A grande revolução aconteceu nas duas décadas seguintes. Em 1965, a Harley-Davidson inseriu um acionador de partida elétrico na FLH e a batizou de FLHB Electra Glide. Aí surgiu a inovação que viria para eliminar o pontapé na máquina, ação que já tornava-se cada vez mais difícil com motocicletas que pesavam mais de 350 kg.

Com visual renovado, a nova moto foi vendida com saias no para-lama, banco com desenho modificado para proporcionar mais conforto ao piloto, além de itens como para-brisa e alforjes de fibra de vidro. Ela também oferecia diversas opções de personalização como a inclusão de sistema de silenciadores duplos e combinação de marcha de mão/embreagem de pé.

Foto: Divulgação
1971_Electra_Glide
Electra Glide 1971 já tinha visual mais moderno

Um ano depois, o veículo ganhou motor Shovelhead, que lhe garantiu mais 10% de potência. Três anos depois, uma carenagem montada nos garfos foi oferecida como opcional e ficou conhecida como “BatWing”. Em 1986 foi a vez da introdução de freios a disco dianteiro e traseiro hidráulicos, transmissão final por correia e painel com sistema de som montado na carenagem.

No entanto, apesar das notórias mudanças ao longo dos anos, foi só a partir de 1988 que as mais marcantes começaram. Foi nesta época que a FLHS Electra Glide Sport foi lançada e anunciada como uma versão mais ágil e compacta, sem baú traseiro. Em 1994, a nova Road King chegou às lojas inspirada no design do modelo original, de 1965.

Foto: Divulgação
1988_FLHS_Glide_Sport_Red
Em 1988 moto ganhou novas modificações

Em 2009, a Electra Glide, e todas as outras motocicletas da marca, receberam um quadro novo com centro de gravidade mais baixo e maior distância entre-eixos. Em 2013, ela ganhou motor Twin Cam 103 High Output Twin Cooled de refrigeração mista que proporciona mais torque em nível intermediário. O mecanismo de frenagem foi alterado e passou a ser Reflex, com ABS conectado eletronicamente. E a máquina ainda passou a contar com tela touchscreen e sistema de navegação por satélite e com reconhecimento de voz.

No Brasil

Por aqui, três modelos que fazem parte da linha “Grand Touring” estão disponíveis para compra: Road King Classic, Street Glide Special e Ultra Limited, com preços a partir de R$ 67 mil, R$ 76.900 e R$ 87.200, respectivamente.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.