Como trocar o pneu do carro? 5 dicas que facilitam o processo

Se o pneu furar no meio de uma viagem ou no trânsito de uma grande cidade, você conseguiria substituí-lo? Esse é um dos principais problemas (e medos) enfrentados por alguns motoristas. Pensando nisso, o Garagem360 resolveu fazer um guia com 5 dicas que facilitam o processo da troca de pneus.

Como trocar o pneu do carro: 5 dicas que facilitam

Os pneus são um dos principais equipamentos que um veículo possui. Afinal, um automóvel não seria tão móvel assim sem eles. Mas pode acontecer deles furarem ou estourarem. Nesse momento, o condutor deve ter muita calma para fazer a troca segura e seguir o seu caminho até uma borracharia mais próxima.

Todo o processo envolve um extremo cuidado do condutor e o uso de ferramentas específicas, daquelas que você tem que deixar no porta-malas. A seguir, veja as dicas de como trocar o pneu do carro corretamente.

1º – Procure um lugar seguro para estacionar e use o triângulo

Foto: Pixabay.com

Segurança em primeiro lugar. Muitas rodovias e avenidas possuem canteiros para os motoristas estacionarem. Em caso de incidentes, procure parar o veículo em um desses espaços.

Sabe aquele triângulo vermelho que você tem no porta-malas? Então, é recomendável o uso do mesmo para sinalizar outros veículos. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, ele deve ser colocado a 30 metros (no mínimo) do automóvel de modo a ser visível a 100 m. Além de poder causar algum acidente sério, sua falta pode acarretar em uma infração gravíssima na CNH e multa de R$ 191,54.

2º – Mantenha o veículo com freio de estacionamento ligado

Depois de parar o carro no acostamento e colocar o triângulo de sinalização de emergência no local apropriado, chegou a hora de colocar a mão na massa. Antes de começar a usar a chave de roda e retirar as porcas, certifique-se se o freio de mão está ligado e a manopla do câmbio posicionada na 1ª marcha (ou P, no caso dos câmbios automáticos).

3º – Cuidado na hora de trocar os parafusos e manusear o macaco

Outros dois itens importantes são o macaco e a chave de roda. O primeiro serve para levantar o veículo. Ele precisa estar perpendicular ao chão e abaixo da lataria. Em alguns veículos mais modernos, a própria carroceria já vem com indicadores de onde colocar o macaco. Caso contrário, use o manual do proprietário. Antes de começar a trocar, verifique se o automóvel está elevado a uma boa altura.

Já o segundo serve para você afrouxar os parafusos das calotas (ainda com o pneu no chão) e retirar as porcas de fixação da roda (com o macaco levantado). Especialistas recomendam que o condutor deve girá-la em sentido anti-horário.

Ah, evite deixar as peças espalhadas no chão.

4º – Coloque o estepe corretamente

Depois de desparafusar tudo, você finalmente pode tirar o pneu do eixo. Outro truque recomendado é colocá-lo sob o carro. O estepe (que precisa estar cheio) deve ser inserido de uma forma que a câmara de gás fique virada para fora. Por fim, coloque os parafusos no lugar indicado e aperte-os.

5º – Procure um borracheiro de confiança de mantenha a manutenção em dia

Foto: Photo by Smitty on Unsplash

Com tudo em seu devido lugar, você finalmente poderá seguir o seu caminho. Guarde o pneu danificado no bagageiro, assim como todos os instrumentos usados na troca. O mais recomendável depois disso é procurar um borracheiro para consertar a peça danificada e, caso seja necessário, comprar uma nova.

Esse tipo de problema pode acontecer a qualquer hora. Porém, você pode evitar. Um dos cuidados simples é manter a calibragem em dia e conforme o manual do veículo.