Detran registra quase 100% de aumento nas abordagens da Operação Direção Segura Integrada

O motorista paulista tem lidado com cada vez mais fiscalizações de trânsito, muito por conta do grande aumento de abordagens da Operação Direção Segura Integrada. Confira os dados do Detran-SP.

Detran registra quase 100% de aumento nas abordagens da Operação Direção Segura Integrada
Foto: Divulgação/Detran

Detran-SP aumenta em 100% abordagens de Operação

Você já ouviu falar na Operação Direção Segura Integrada do Detran-SP

Pois bem, trata-se da fiscalização para execução de medidas e ações que visam tornar o trânsito paulista mais seguro.

Coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo, o Detran-SP, a Operação registrou aumento de 100% nas abordagens em seis meses. 

Como consequência direta da operação, estão mais flagrantes de motoristas em inconformidade com as leis e mais suspensões de CNH. 

Fiscalização dobra de tamanho em SP

De janeiro a junho de 2024, a Operação Direção Segura Integrada aumentou em praticamente 100% sua fiscalização no trânsito paulista (99,3%). 

Dessa forma, foram 201.298 veículos fiscalizados, mais do que o dobro em comparação ao mesmo período do ano passado, quando 100.959 veículos foram abordados. 

O número de operações também cresceu significativamente, de 211 (no ano anterior) para 278 no primeiro semestre de 2024.

Os dados de ação da Operação Direção Segura Integrada (ODSI) confirmam a política de reforço e atitudes preventivas do Detran-SP e da Secretaria de Gestão e Governo Digital, à qual o órgão está vinculado. 

Segundo Ícaro Eustachio, diretor de Educação para o Trânsito e Fiscalização do Detran-SP, as operações tem a finalidade de tornar o trânsito paulista mais seguro: 

‘’As ODSIs contribuem para evitar acidentes e para conscientizar a população, por exemplo, sobre a necessidade de separar álcool e volante’’, garante Eustachio. 

Combate ao álcool na direção

A Operação Direção Segura tem como uma de suas principais atribuições fechar ainda mais o cerco para quem bebe e dirige. 

Sendo assim, a ODS constitui um conjunto de ações para a redução de acidentes de trânsito provocados pela ingestão de álcool.

‘’A condução de veículos sob influência de álcool é uma das principais causas de sinistros e óbitos no trânsito”, diz Ícaro Eustachio. 

Em 2024, o número de motoristas autuados por alcoolemia apresentou aumento de 34,5%. 

Segundo o Detran-SP,  5.570 condutores se recusaram a realizar o bafômetro neste período, mais do que o contabilizado na mesma época do ano de 2023, 4.408. 

Por fim, 316 motoristas foram flagrados dirigindo sob influência de álcool, quando o teste do etilômetro aponta o índice de até 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido. 

O dado representa um aumento de 17,6% no semestre. Em 2023, no mesmo período, haviam sido flagrados sob a mesma condição, 268 condutores. 

Você conhece o Exame Toxicológico do Detran? Assim que ele é feito, embora você não seja obrigado!

Detran registra quase 100% de aumento nas abordagens da Operação Direção Segura Integrada
Foto: Divulgação/Governo de SP

O que diz a lei

Dirigir sob o efeito de álcool, assim como recusar-se a soprar o bafômetro, são consideradas infrações gravíssimas de acordo com artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). As punições previstas nestes casos são: 

  • Multa é de R$ 2.934,70

  • Processo de suspensão da Carteira Nacional de Trânsito (CNH)

Em caso de reincidência no período de 12 meses, o dobro da pena passa a ser aplicada, com multa de R$ 5.869,40 e cassação da CNH.

Gervásio HenriqueJornalista com maior experiência profissional no setor automotivo. Atualmente redator do Grupo Gridmidia com foco no portal Garagem360. Temas como: mobilidade, serviços e setor de caminhões estão entre as preferências.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar