Confira cinco dicas para acertar ao trocar o óleo da moto

trocar o óleo da moto
A troca de óleo é bastante importante para a saúde de sua moto (Foto: Kheemo Jungco/Unsplash.com)

Alguns cuidados que temos com nossos carros também podem servir para os donos de motos. A verificação e troca de óleo entram nesta lista. Isso porque estas atividades são importantes para a saúde dos veículos. Pensando nisso, o Garagem360 e a Motul separaram cinco dicas para acertar ao trocar o óleo da moto.

Este é um dos cuidados mais importantes que o dono deve ter com a moto. Isso porque o lubrificante é o responsável pela lubrificação das peças. Sem falar que ele reduz o atrito entre elas. Evitando assim os desgastes. Além disso, faz que o motor tenha um bom funcionamento.

“O proprietário pode levar a moto a uma oficina especializada ou realizar a troca em sua casa, lembrando que é importante separar o óleo usado e levá-lo até a oficina para que seja feito o descarte correto”, orienta Marcelo Rocha, engenheiro técnico da Motul Brasil.

Foto: Pixabay.com

Dicas para acertar ao trocar o óleo da moto

1- Identificar o intervalo para a troca de óleo

Antes de trocar o óleo, os proprietários precisam estar atentos a alguns detalhes específicos. O tempo entre as trocas é um deles. Neste caso, quem define esse período são as fabricantes. No entanto, alguns especialistas recomendam um tempo diferente. Ainda mais pensando que motos costumam enfrentar o trânsito, alta carga e baixa refrigeração.

“Nesse caso, o ideal é reduzir pela metade o intervalo recomendado no manual”, conta Rocha. No caso, se você atingir metade da quilometragem prevista primeiro, pode realizar a troca. O mesmo acontece com o tempo de uso. 

2- Escolha o lubrificante conforme a especificação

2- Escolha o lubrificante conforme a especificação (Foto: Robert Laursoo/Unsplash.com)

Aproveite e veja também: VW Gol 2022 traz consumo econômico e novos opcionais

O manual do proprietário volta a ser importante aqui. Isso porque ele também mostra qual o tipo do lubrificante que a marca recomenda para o seu modelo. Este produto deve ter a mesma viscosidade, norma API (equivalente ou mais exigente e norma JASO atual. Neste último caso, a mais comum é a JASO MA. Mas pode ser um nível acima.

3- Aqueça a motocicleta antes de fazer a troca

trocar o óleo da moto
3- Aqueça a motocicleta antes de fazer a troca (Foto: Divulgação/Motul)

O aquecimento do motor da moto antes de fazer a troca também está entre as cinco dicas para acertar ao trocar o óleo da moto. Isso porque este aquecimento faz com que a viscosidade diminua, tendo em vista que o lubrificante estará quente.

Segundo Marcelo Rocha, este método pode “garantirá a extração de maior quantidade de óleo usado para o intervalo de tempo em que você deixar o bujão aberto”. A troca do filtro de óleo também é bastante importante.

4- Tenha cuidado ao adicionar o novo óleo

trocar o óleo da moto
4- Tenha cuidado ao adicionar o novo óleo (Foto: Divulgação/Motul)

Veja também: Hyundai Creta 2022 tem design extravagante e motor 1.0 turbo

Você pode usar dois métodos para fazer esta troca. Levar a motocicleta até seu mecânico de preferência ou fazer você mesmo. Caso escolha a segunda opção, alguns cuidados devem ser tomados. Ao adicionar o novo óleo, use um funil limpo.

Algumas marcas também oferecem um bico extensor da embalagem. Especialistas também alertam sobre o risco de contaminação causadas por partículas de sujeiras que podem estar na entrada do óleo.

5 – Deixe a motocicleta na posição vertical

Por fim, a posição ideal da moto. Depois de inserir o óleo (com o volume indicado no manual do proprietário), você deve deixar sua motocicleta na posição vertical. Além disso, recomenda-se que deve ser feita em lugares planos.

Sem falar que você precisa verificar se atingiu o nível correto de óleo. Ele não pode estar nem o nível mais baixo e nem no mais alto.

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar