Compensa parcelar o IPVA 2022? Especialista orienta!

Confira o que diz especialista sobre o parcelamento do IPVA 2022
(Foto: Pixabay)

O Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o IPVA 2022, pode ser pago de forma única, o que garante descontos de acordo com o estado, bem como parcelado. Mas afinal, qual método vale mais a pena? Confira as dicas do especialista.

Confira o que diz especialista sobre o parcelamento do IPVA 2022
Confira o que diz especialista sobre o parcelamento do IPVA 2022 (Foto: Pixabay)

IPVA 2022: pagar à vista ou parcelado?

Com a escassez da disponibilidade de semicondutores no mercado e o aumento da demanda do setor automotivo, os carros atingiram uma valorização de cerca de 30% neste ano. Se falta peça na produção, logo, menos carros vão para as concessionárias e a busca por carros seminovos aumenta por consequência.

O brasileiro presenciou em 2021 uma escalada de preços que não se via desde o Plano Cruzado (nos anos 1980). Isso porque é possível encontrar modelos com valorização de mais de 20% que, em um mercado pré-pandêmico, perderia entre 15% e 20% do seu valor após um ano de uso.

VEJA TAMBÉM

Junto com essa supervalorização dos preços, houve também o aumento proporcional do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Apesar das alíquotas não terem sido alteradas, a porcentagem do imposto utiliza como base a tabela Fipe, que indica o preço atualizado dos veículos no mercado.

Ou seja, com um aumento generalizado de novos, e principalmente, de seminovos no mercado, esta elevação se reflete diretamente no imposto a ser pago. Todo este aumento gerou reclamações por parte de diversos brasileiros que, de alguma forma, conseguiram com que governos estaduais entendessem o quão essa elevação dos preços poderia afetar os bolsos da população.

Opções de pagamento do IPVA 2022

Sendo assim, algumas políticas de desconto ou de aumento no prazo para o parcelamento começaram a ser implementadas pelos estados. E com essas possibilidades, também se fizeram presentes as oportunidades de aposta em aplicativos que ajudam a quitar o imposto com mais segurança.

É o caso do app do Zul+. Na plataforma, é possível parcelar o tributo em até 12 vezes no cartão de crédito para veículos registrados em São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

O custo da transação no aplicativo depende do valor do imposto e número de parcelas. Após o pagamento, o IPVA fica regularizado em até dois dias úteis. Além disso, o proprietário poderá pagar no aplicativo com Pix ou até em cinco vezes, de acordo com a proposta do governo estadual.

“No parcelamento com o governo, o IPVA só vai ficar pago ao final da última parcela. Já com o app, o motorista parcela em 12 vezes e o Zul+ quita o tributo integralmente junto com a Secretaria da Fazenda. Assim, o IPVA estará regularizado”, explica o diretor de conteúdo do Zul+, Lucas Palma.

Aproveite e veja: Tudo sobre o Fiat Toro 2022

Compensa parcelar o IPVA 2022?

Apesar das iniciativas, ainda há muita dúvida sobre o assunto, como por exemplo, com a alta no valor do IPVA em 2022, vale a pena parcelar o valor total? Pois bem, segundo Lucas Palma, o parcelamento dependerá primeiramente da situação financeira do motorista.

“Caso a pessoa tenha dinheiro para quitar o imposto à vista em janeiro, o desconto da cota única estará garantido. Agora, se o pagamento ficar pesado desta maneira, o parcelamento se torna uma ótima opção para fugir do aperto financeiro. Isso porque o desconto de cota única, em São Paulo e no Paraná, por exemplo, é de apenas 3% enquanto o IPVA vem com um aumento de 30%, dependendo do veículo”, conclui.

Confira o que diz especialista sobre o parcelamento do IPVA 2022
Se possível, o indicado é pagar o tributo à vista para garantir o desconto (Foto: Pixabay)

Falta de pagamento do IPVA bloqueia a possibilidade de licenciamento e barra a emissão do CRLV

E quando o proprietário não tem recursos para quitar o imposto e opta por não pagar. O que acontece com esse condutor? Ainda de acordo com o diretor de conteúdo do Zul+, no Brasil, todo proprietário de um veículo é obrigado a pagar o IPVA, pois ele se torna requisito fundamental para o licenciamento anual.

Deixar de pagar o imposto, neste caso, não vai gerar multa de trânsito, mas bloqueará o licenciamento e a emissão do documento do automóvel. Desta forma, quem não tem recursos para a quitação precisa se programar e entender qual é a melhor forma de deixar as contas do carro em dia.

“E se eu deixar o imposto atrasar para que só depois eu negocie o pagamento com a Procuradoria Geral do Estado? Essa iniciativa não será muito positiva no final do processo, pois o IPVA atrasado rende juros diários e acaba deixando o nome do condutor sujo na praça. Por isso, a recomendação é o parcelamento com as soluções disponíveis no mercado, como o caso do Zul+, que tem um custo de transação de acordo com o número de parcelas, mas ainda assim, é vantajoso diante do cenário econômico”, reforça Lucas Palma.

Vale destacar que para quem estiver com o IPVA atrasado, o parcelamento em 12 vezes também é válido, desde que o tributo não tenha entrado em dívida ativa.

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Nicole Santana
Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe. Atualmente dedica-se à redação do portal Garagem 360, produzindo notícias, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar