Audi leva iluminação ao litoral sul de São Paulo; conheça o projeto

A ação da Audi no litoral de São Paulo marca mais um passo rumo à democratização da tecnologia. Levando luz elétrica para comunidades, a empresa, junto da ONG Litro de Luz, acende mais uma referência rumo ao futuro.

A ONG Litros de Luz já tem experiência em levar luz às comunidades
A ONG Litros de Luz já tem experiência em levar luz às comunidades (Imagem: Divulgação/ONG Litros de Luz)

Ação da Audi no litoral de São Paulo dará iluminação solar para comunidades ribeirinhas

Ao unir forças, a Audi do Brasil, a ONG Litro de Luz e a Audi Environmental Foundation reafirmam seu compromisso com a responsabilidade social.

Assim, recente iniciativa do grupo tem como objetivo levar luz elétrica para comunidades ribeirinhas do litoral paulista.

VEJA TAMBÉM

Com um enfoque nas cidades de Mongaguá, Peruíbe, Itanhaém, Cananeia e Ilha do Cardoso, esse projeto impactará diretamente as vidas de 147 famílias distribuídas em 12 comunidades distintas.

O movimento fundamental se concretiza na doação de 180 equipamentos de iluminação. Cada comunidade beneficiada terá estas duas opções para escolher e distribuir: 

  • Lampião – uma solução versátil e móvel fabricada com materiais como PVC e garrafas PET, equipado com bateria e lâmpadas LED de alta eficiência
  • Poste solar – uma alternativa mais robusta e de caráter semi-permanente, impulsionada por baterias de lítio de alta performance e placas solares, assegurando iluminação durante toda a noite

Há engajamento da comunidade em todo o processo

Um ponto especial desse projeto é o engajamento direto das próprias comunidades no processo de montagem e manutenção das soluções. Para isso a ONG Litro de Luz atua como facilitadora.

Dessa maneira, ela treina embaixadores locais em cada comunidade para servirem como pontos de contato e garantir que a assistência necessária seja fornecida continuamente.

Em cada etapa, desde o mapeamento inicial dos locais até a instalação, pesquisa de impacto e suporte para manutenções, a participação da comunidade é uma peça fundamental.

Sustentabilidade é um pilar da ação

Além de trazer luz para essas comunidades, o projeto também se preocupa com a sustentabilidade a longo prazo.

De tal forma, o processo de logística reversa das baterias integra-se ao plano. Entre as exigências, está a de que elas sejam devolvidas para reciclagem assim que atingirem o fim de sua capacidade útil.

Esse compromisso com a responsabilidade ambiental complementa a abordagem holística do projeto, como diz o Dr. Rüdiger Recknagel, porta-voz do Conselho de Administração da Audi Environmental Foundation.

“Sustentabilidade e inclusão social integram o pilar de ESG (Environmental, social and governance) da Audi AG[…]”, que continua:

“[O projeto] reflete o nosso compromisso em melhorarmos, por meio de tecnologias elétricas e neutras em emissão de carbono, as condições básicas de segurança, saúde e alimentação nessas comunidades”

Assim, com essa ação da Audi no litoral de São Paulo podemos ter uma visão mais clara do papel que esses nomes devem ter na sociedade.

Afinal, muito mais que montadoras de veículos, são, antes de tudo, empresas de tecnologia e bem-estar.

Aproveite e confira: Existe algum concorrente para o SUV híbrido da BYD que faz 1.200 km com 1 carga de bateria?

Adson Leonardo
Adson LeonardoAdson Leonardo é redator desde 2018, escrevendo para blogs empresariais e temáticos, mídias sociais e perfis pessoais de executivos. Além disso, é escritor, poeta e apaixonado por ciência. Aliando suas habilidades narrativas com o olhar afiado para dados, seu foco é criar textos sólidos, que engajam, educam e guiam o leitor pelo tema abordado.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar