VW Virtus Highline 2022: equipamentos da versão 200 TSI mais cara do sedã

Com preços a partir de R$ 109.740, o VW Virtus Highline 2022 tem alguns mimos a mais que a configuração Comfortline (Foto: Divulgação/Volkswagen do Brasil)

Da mesma forma que o Polo pode ser considerado um mini-Golf, o VW Virtus Highline 2022 pode ser chamado de mini-Jetta. Além do design ser bastante parecido, a versão mais cara do sedã oferece o máximo de conforto para seus passageiros, visto que seu pacote de equipamentos é bastante completo. Sem falar do forte propulsor 200 TSI.

VW Virtus Highline 2022

Com preços a partir de R$ 109.740, o veículo tem alguns mimos a mais que a configuração Comfortline, que também usa o motor turbo. Porém, ele não é a versão top de linha. Este é o papel do Virtus GTS.

Agora, pensando no mercado de sedãs compactos, o Virtus Highline 2022 é um dos poucos que custam acima dos R$ 100 mil. O que pode ser um problema.

Foto: Divulgação/Volkswagen do Brasil

Lançado por aqui em 2018, o carro fabricado em São Bernardo do Campo (SP) faz muito bem o papel de ser um dos três volumes compactos mais sofisticados. E não é só porque ele mede 4.482 mm de comprimento, 1.751 mm de largura e 1.472 mm de altura. Seu interior é bem acabado (bancos parcialmente revestidos em couro sintético)  e oferece um bom espaço para os ocupantes (entre-eixos de 2.651 mm). Sem falar que o porta-malas é um dos maiores de toda a categoria (521 litros).

Foto: Divulgação/Volkswagen do Brasil

Um dos principais destaques do VW Virtus Highline 2022 é o motor 1.0 TSI 16v Flex . Ele pode gerar uma potência máxima de 128 cv a 5.500 rpm e torque máximo de 20,4 kgfm entre 2.000 e 3.500 giros  De acordo com a montadora, ele pode acelerar de 0 a 100 km/h em  9,9 segundos (etanol) e atinge a velocidade máxima é de 194 km/h.

Além disso, o veículo é bastante econômico. Segundo dados do Inmetro, ele pode rodar 11,2 km/l (gasolina) ou 7,8 km/l (etanol).

Equipamentos de série

Da mesma forma que o modelo Comfortline, o VW Virtus Highline 2022 é bastante completo. Porém, apresenta algumas diferenças em seu visual e no seus equipamentos de série. Alguns deles, diga-se de passagem, são opcionais na versão anterior.

Nele você encontrará, por exemplo, as rodas de liga leve de 16″ (pneus 205/55 R16). Já o sistema ótico oferece luzes de condução diurna em LED. Outros itens exclusivos da versão: controle de cruzeiro, porta-luvas refrigerado, luzes de cortesia, sistema Kessy, detector de fadiga, sensor de chuva, ar-condicionado automático e espelhos retrovisores com rebatimento elétrico.

Foto: Divulgação/Volkswagen do Brasil

Ele ainda oferece sistema I-System, quatro alto-falantes, banco traseiro com encosto rebatível, luzes de leitura, sistema multimídia “VW Play” com tela sensível ao toque, entradas USB e vidros elétricos dianteiros e traseiros (função one-touch). direção elétrica (Easy Drive), assistente de partida em aclive, quatro airbags, sistema de alarme, sensor de estacionamento, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, bloqueio eletrônico de diferencial e espelhos com função tilt-down banco traseiro repartido, entrada USB para o banco traseiro, freio a disco nas quatro rodas.

Por fim, o automóvel é um dos contemplados do programa “Revisão de Série”. Nele, a montadora oferece gratuitamente as três primeiras revisões.

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar