VW Taos mais caro: SUV modelo sofre novo aumento; saiba mais!

VW Taos
O VW Taos passou por mais um aumento nos preços (Foto: Divulgação/VW)

Mais um aumento. No dia 8 de setembro, você viu aqui no Garagem360 que o VW Taos teve seus preços reajustados. Na ocasião, o grande lançamento da marca no ano passou a ficar R$ 5 mil mais caro. Agora, um novo aumento foi registrado nas duas  versões do modelo. E ele pode ser encontrado custando R$ 3.600 a mais do que antes. Sem falar que houve perdas.

Um carro que colocou a montadora alemã em outro patamar. O VW Taos foi apresentado oficialmente no primeiro semestre para ser o grande concorrente do Jeep Compass. Atualmente, está começando a escalar as posições no ranking de vendas. De acordo com a Fenabrave, ele teve 3.652 unidades vendidas desde o lançamento. E já aparece entre os 50 automóveis de passeio mais emplacados em todo o País.

VW Taos
VW Taos (Foto: Divulgação/VW)

Com o novo aumento, o VW Taos está custando a partir de R$ 162.090!

Estes aumentos afetaram todas as duas versões. A versão de entrada Comfortline, por exemplo, estava custando a partir de R$ 159.190 desde a última atualização. Agora, ela passa a custar a partir de R$ 162.090. Ou seja, um crescimento de b no seu preço. Enquanto o isso, a versão Highline não custa mais a partir de R$ 186.690. O modelo top de linha passar a custar a partir de R$ 190.290.

Só para ter uma ideia, o Jeep Compass Limited (R$ 185.990) e o Toyota Corolla Cross XRV Hybrid (R$ 185.790) custam menos. Vale mencionar que o pacote Lauching Edition não está sendo mais oferecido.

VW Taos (Foto: Divulgação/VW)

Produzido sobre a famosa plataforma MQB, ele chegou para assumir o lugar deixado pelas versões de cinco lugares do VW Tiguan. O VW Taos é feito na Argentina e se destaca pelo porte robusto. Toda sua imponência pode ser vista em suas dimensões. Ele mede 4.461 mm de comprimento, 1.626 mm de altura e 1.841 mm de largura.

Seu design chama bastante a atenção e alguns detalhes podem variar com a versão escolhida. A grade frontal do Taos Highline, por exemplo, tem como principal destaque uma barra iluminada em LED horizontal. Já a dianteira do Taos Comfortline possui um desenho mais simples.

VW Taos
VW Taos (Foto: Divulgação/VW)

Ambas possuem faróis Full-LED, mas apenas o primeiro traz no conjunto óptico a tecnologia IQ. Light nos faróis. Além disso, as luzes de condução diurna são em LED. Suas rodas também possuem diferenças. O modelo mais em conta usa rodas de liga leve 18″ design “Logomera”. Já o mais completo usa rodas de liga leve de 18″ design “Katana” e traz detalhes diamantados.

Interior espaçoso e tecnológico

VW Taos
VW Taos (Foto: Divulgação/VW)

Um outro bom atributo do modelo é o conforto. Seus 2.680 mm de entre-eixos garantem um bom espaço interno. Sem falar que o porta-malas de 498 litros é o maior que o de seus rívais. Você pode encontrar bancos revestidos bancos revestidos em couro sintético e ar-condicionado dual-zone.

Os dois modelos trazem a combinação painel de instrumentos digital mais central multimídia. Porém, no modelo Comfortline, o cluster digital está em uma tela de oito polegadas. Já no Highline, traz um painel de instrumentos programável de 10,25 polegadas. Ambos estão equipados com o sistema multimídia “VW Play” de 10 polegadas.

Pensando em itens de segurança, ele vem de série com

  • Seis airbags
  • Detector de fadiga
  • Sensores de estacionamento dianteiros e traseiros
  • Sistema de detecção de ponto cego (apenas Highline)
  • Alerta de trafego traseiro cruzado (apenas Highline)
  • E entre outros

Conjunto mecânico

Apenas uma opção de motorização está sendo oferecida no VW Taos. Sob o capô está o motor 1.4 250 TSI Total Flex de quatro cilindros. Ele pode gerar uma potência de 150 cv de potência a 5.000 rpm e torque de 25,5 kgfm entre 1.400 e 4.000 giros. Ele está acoplado a uma transmissão automática de seis velocidades.

De acordo com a montadora, ele pode acelerar de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 194 km/h. Vale lembrar que ele traz suspensão dianteira independente (nas quatro rodas) do tipo McPherson. Enquanto isso, a suspensão multilink está na traseira.

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar