Volkswagen Fusca sai de linha no Brasil; relembre a evolução do besouro ao longo dos anos

Notícias 19 de março de 2018 Leo Alves 0

Após seis anos de estrada, a terceira geração do Volkswagen Fusca saiu de linha no Brasil. Lançado em 2012, o modelo voltava a ser batizado com o apelido brasileiro que se tornou oficial em 1982. Além de deixar para trás o nome em inglês New Beetle de seu antecessor, o besouro trazia visual menos arredondado e mais esportividade sob o capô.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Assim como a segunda geração, o Fusca moderno era um carro de imagem que compartilhava plataforma com o Golf. Se o New Beatle utilizava a do hatch de quarta geração, seu sucessor pulava dois modelos e pegava emprestada a do de sexta geração, que nunca veio para o Brasil.

LEIA MAIS: Dia do Fusca: Relembre o modelo ressuscitado por Itamar Franco

A partir de Fuscas e Omegas, oficina cria réplicas de Porsche e de Alfa Romeo em São Paulo; veja alguns modelos

Embora deixe de ser vendido no País, a vida do besouro atual está próxima do fim no mundo todo. As primeiras especulações que surgem sobre a quarta geração do besouro dizem que ele deve seguir como um carro de imagem, mas dessa vez como um elétrico. Como o conceito I.D. Buzz, apontado como sucessor da Kombi, terá propulsor movido a energia elétrica, é bem provável que o boato seja confirmado nos próximos anos.

Fim do CC

Porém, não foi só o Fusca que deixou de ser oferecido. O cupê de quatro portas CC também não figura mais no site da marca alemã. Derivado da geração anterior do Passat, o modelo apostava em linhas mais agressivas que as do sedã. No exterior seu sucessor já foi anunciado. O Arteon foi apresentado durante o Salão de Genebra de 2017, mas não há previsão de lançamento no Brasil.

Evolução Volkswagen Fusca

Para relembrar toda a trajetória do Volkswagen Fusca, veja na galeria especial toda a evolução do modelo. Desde 1930 até a versão atual.

 
 
<
>