Tags

Serviços

Saiba a hora certa de trocar o óleo do motor e a água do radiador

Créditos: Foto: Pixabay
20 maio, 2015
Rodrigo Loureiro

Apesar de quase sempre esquecidos, estes elementos são essenciais para o bom funcionamento do carro

Para funcionar adequadamente e com segurança, o carro precisa estar com todas as peças em bom estado. E não é só isso, a fim de evitar problemas, o motorista não pode se esquecer de alguns elementos fundamentais, como a água do radiador e o óleo do motor, que quase sempre são deixados de lado.

No caso do óleo, ele tem a função de lubrificar as peças que compõem o propulsor, e, se estiver abaixo do nível mínimo, certamente o veículo sofrerá danos, podendo até ter o motor fundido. “Para que isso não aconteça, o ideal é respeitar as instruções e os prazos de troca descritos no manual do proprietário”, aconselha Henrique Pereira, engenheiro mecânico da Sociedade de Engenheiros da Mobilidade (SAE Brasil).

Além disso, o especialista sugere que, em casa mesmo, o condutor faça a verificação do nível de tempos em tempos – mas a medição não deve ser feita com o motor “quente”, o certo é esperar, pelo menos 30 minutos para ele esfriar e o óleo baixar. E a tarefa é fácil. Basta retirar a vareta do óleo do motor e limpá-la com um pano seco. Em seguida, com ela livre de qualquer resíduo de lubrificante ou sujeira, deve-se inseri-la novamente no compartimento e removê-la imediatamente.

Se o óleo estiver entre os níveis máximo e o mínimo, está tudo certo. Mas se a marcação ficar abaixo do mínimo desejado, ou se já se passaram cerca de seis meses desde a última troca, aí é hora de substituir ou complementar. O procedimento pode ser realizado em oficinas ou nos próprios postos de combustível.

Caso o desejo do motorista seja apenas o de completar o nível faltante, o engenheiro da SAE Brasil indica o uso do mesmo produto que já está no carro. “É importante manter exatamente o mesmo óleo e da mesma marca, pois a mistura pode não ser benéfica para o automóvel”, alerta. Ao optar pela troca, é importante que o condutor não se esqueça de substituir também o filtro de óleo.

LEIA MAIS: Manutenção dos componentes pode prolongar a vida do carro

Água

A água presente no radiador, cuja função é resfriar o motor para evitar o superaquecimento, é outro item que não pode ser ignorado. De acordo com Pereira, ela não deve ser trocada a todo momento. “É preciso que carro rode muitos quilômetros até que ela precise ser completada”, afirma. Ele também alerta que, caso o nível do líquido varie rapidamente, é preciso checar se existe algum problema, como vazamentos.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.