Renault promete o carro elétrico mais barato do Brasil; saiba detalhes!

carro elétrico mais barato do Brasil
A Renault confirmou a chegada do Kwid E-TECH Electric, primo do Renault City K-ZE e do Dacia Spring (Foto: Divulgação/Dacia)

A Renault já tem um dos automóveis mais baratos do País. Estamos falando do sub-compacto Kwid. Agora, a marca pretende comercializar o carro elétrico mais barato do Brasil. Trata-se do Kwid E-TECH Electric (Kwid elétrico). Sua chegada foi confirmada pela própria montadora francesa na última quinta-feira (11/11). O lançamento deste modelo será apenas uma das mudanças que a marca pretende fazer nos próximos anos. Saiba mais a seguir!

 

carro elétrico mais barato do Brasil
Renault City K-ZE (Foto: Divulgação/Renault)

Renault Kwid E-TECH Electric pode se tornar o carro elétrico mais barato do Brasil; entenda!

Ainda não há uma data exata para o veículo chegar. De acordo com a montadora francesa, o novo veículo chegará durante o ano de 2022. Assim, chegará para ser segundo carro elétrico da Renault vendido por aqui.

O Zoe já circula nas ruas brasileiros desde 2019. No começo deste ano, a geração mais moderna foi lançado. Eles dois fazem parte um investimento anunciado pela marca no começo deste ano.

Na época, a marca anunciou que iria investir R$ 1,1 bilhão em novos veículos. No caso, o dinheiro foi destinado a renovação de 5 produtos da gama atual e o lançamento de dois carros elétricos. Ou seja, o Zoe e o novo Kwid E-TECH Electric. E este novo modelo tem a possibilidade ser o carro elétrico mais barato do Brasil. Quem disse isso foi Luca de Meo, CEO do Group – que esteve recentemente no Brasil, no complexo Ayrton Senna, localizado em São José dos Pinhais (PR).

carro elétrico mais barato do Brasil
Dacia Spring (Foto: Divulgação/Dacia)

Kwid elétrico

No caso, o Kwid elétrico assumiria o lugar do JAC E-JS1. O compacto chinês chegou ao Brasil no último mês de setembro e que parte de R$ 159.900. Ou seja, o próximo carro elétrico da Renault custará abaixo disso.

Hoje, o Kwid elétrico possui dois “primos” vendidos pelo mundo: o Renault City K-ZE e o Dacia Spring. Ambos são produzidos na China.

O primeiro é comercializado no mercado chinês e na Índia. Enquanto isso, o segundo é destinado aos mercados da Europa (onde é o elétrico mais barato).

E uma característica que une os dois é o motor de 44 cv (alimentado por uma bateria de 27,4 kWh). Porém, segundo Luca de Meo, ele pode passar por mudanças.

Renault City K-ZE (Foto: Divulgação/Renault)

O visual do carro, que pode ser o carro elétrico mais barato do Brasil, também será diferente. O dirigente falou ainda, em comunicado, sobre os planos futuros da marca para este mercado:

“O Brasil é um mercado estratégico para a Renault. Iremos avançar com a eletrificação da nossa gama, utilizando todo o nosso ativo tecnológico de 10 anos de experiência em veículos elétricos, o que nos coloca na vanguarda neste segmento.”, afirmou Luca de Meo. 

Sandero e Logan sairão de linha?

carro elétrico mais barato do Brasil
Renault Sandero (Foto: Divulgação/Renault)

Outro assunto abordado durante a coletiva de imprensa de Luca de Meo foi com relação à estratégia da marca aqui no Brasil. Segundo o executivo, a expectativa agora é que a Renault comece a investir em carros 100% elétricos e carros de segmentos mais rentáveis. Ou seja, carros mais refinados.

“Queremos voltar a crescer, mas com uma filosofia diferente de antes. Vamos buscar valor, em vez de volume. Claro que não queremos transformar em uma marca de nicho, porque somos uma marca popular por definição. Mas queremos focar em valor agregado e oferecer veículos de nível mais alto. Será uma gama muito focada em eletrificados e com o mesmo nível qualidade global”, disse Luca de Meo.

Aproveite e veja também: Renault Sandero 2022 tem preços acessíveis com visual modernizado

E quem pode deixar de ser vendido em terras nacionais são o Logan e o Sandero. Ambos os carros são projetos da marca romena Dacia. Eles chegaram durante a década de 2000 e compõem a gama atual da marca. Eles se destacam pelo bom espaço interno. Na Europa, eles foram ganharam novas gerações recentemente.

 

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar