Renault Captur e Duster contarão com motor que reduz consumo de combustível

Renault
O novo Renault Captur brasileiro traz um sistema Start/Stop feito em Santa Catarina (Foto: Marcelo Machado de Melo / Renault)

A BorgWarner anunciou no último dia 16 que irá fornecer peças para a produção dos principais SUVs do mercado da América Latina. Estamos falando do Renault Captur e do Duster. Agora, o sistema Start/Stop destes dois modelos terão um toque brasileiro.

Isso porque a peça será feita na cidade de Brusque, localizada em Santa Catarina. Esta é uma das 96 instalações industriais e técnicas da empresa em 23 países. De acordo com a mesma, ela oferece “soluções de mobilidade inovadoras e sustentáveis para o mercado de veículos”. Sem falar que produtos para aftermarket.

Renault
Renault Duster (Foto: .Divulgação/Renault) Turbo

Renault Captur e Duster contarão com motor que reduz consumo de combustível

O motor de partida do sistema de partida Start/Stop será oferecido oferecido pela Borgwarner é o da família RG260D+. Ele equipará os modelos que utilizam o motor 1.3L Turbo da Renault. Seu desempenho mecânico é bastante alto. O mesmo acontece com a durabilidade (vida útil de cerca de 300.000 partidas).

E tudo isso é graças a sua composição. Ele traz um impulsor de arranque, seis escovas de carvão e outros componentes. Estes últimos são chamados pela marca de “componentes com especificações premium”.

Leia mais: Renault Bigster: SUV marcará estreia da plataforma CMF-B no Brasil

“O nosso motor de partida para o sistema Start/Stop tem como principal vantagem ser um produto leve, permitindo melhor relação peso-potência. Com esse sistema, estamos aptos para atender localmente todo o segmento de veículos leves que vem cada vez mais buscando soluções que ofereçam maior eficiência energética”, afirma Adson Silva, Diretor da Borgwarner PowerDrive Systems do Brasil.

Renault
Borgwarner RG260D+ (Foto: Divulgação/Borgwarner)

Este tipo de sistema é bastante popular atualmente. Ele pode garantir algumas vantagens ao dono do veículo. Principalmente aquelas que são relacionadas com o gasto de combustível. O Start/Stop pode fazer com que o carro fique de 5% a 10% mais econômico.

Sem falar que reduz as emissões e pode ser bastante útil em cidades grandes. Seu funcionamento é bastante simples. Com ele, o veículo é desligo logo que o pedal de freio é acionado. Quando o mesmo pisar no acelerador, o motor será religado.

Os carros que receberão o sistema

Renault
Renault Captur (Foto: Divulgação/Renault)
Renault Captur (Foto: Divulgação/Renault)

Por aqui, ele está disponível em um dos principais lançamentos da marca. Estamos falando do novo Renault Captur. Este veículo foi uma das principais novidades do primeiro semestre.

Custando a partir de R$ 124.490, ele está sendo vendido em três opções de acabamento diferentes (Zen, Intense, Iconic). Entre as principais novidades estão as leves mudanças externas. Destaque para os novos faróis o Full LED (somente na versão mais cara).

Já o interior recebeu a central multimídia de oito polegadas, Sob o capô está o motor 1.3 TCe desenvolvido em conjunto com a Mercedes-Benz. Ele pode gerar uma potência máxima de 170 cv entre 5.500 e 6.000 rpm e torque máximo de 27,5 kgfm entre 1.600 e 3.750 rpm.

Sua transmissão é a automática CVT de oito marchas sequenciais. Este conjunto faz com que o Captur acelere de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos.

Renault Duster (Foto: .Divulgação/Renault) Turbo
Renault Duster (Foto: .Divulgação/Renault) Turbo

Outro modelo que contará com o sistema Start/Stop acima é o seu irmão Duster. Uma variação com o mesmo motor acima está disponível em outros países da América Latina. A Argentina é um deles. Por lá, o carro da Renault tem duas versões que recebem este propulsor: a Outsider 2WD e a Iconic 4WD (com tração 4×4).

A calibração também é diferente. Este 1.3 turbo pode gerar uma potência máxima de 155 cv e torque máximo de 25,49 kgfm. Eles podem oferecer câmbio automático CVT (Outsider) ou manual de seis velocidades (Iconic 4WD). Ele também passou por mudanças. Seu visual ficou mais robusto.

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar