Primeiras impressões: novo Volkswagen Polo tem conjunto mecânico exemplar e dirigibilidade de gente grande

Notícias 27 de setembro de 2017 Leo Alves 0

Durante o dia de ontem (26), o Garagem360 embarcou em um Volkswagen Polo preto, versão Comfortline, com o motor 1.0 TSI de 128 cv e câmbio automático de seis marchas, com mais dois colegas jornalistas, para testar o novo lançamento da marca. Após cerca de 60 quilômetros como passageiro, chegou a hora de sentar no posto de motorista. E logo nos primeiros metros era possível notar que o carro é muito bem construído.

LEIA MAIS: Novo Volkswagen Polo é a grande aposta da marca para retomar a liderança de vendas; confira todos os detalhes do lançamento

Novo Volkswagen Polo conquista cinco estrelas em teste de segurança

O propulsor turbo embala rápido e em poucos metros se atinge os 120 km/h – limite máximo da rodovia Castelo Branco. A posição de dirigir é exemplar, com bom espaço para pernas, ombro e cabeça. Apenas a visibilidade traseira é um pouco reduzida, mas a frontal e lateral é boa.

Nesse primeiro contato, não deu para avaliar muito bem o modelo, já que foram apenas 20 minutos até Porto Feliz (SP), onde as fotos foram produzidas. Para realizar as imagens deste texto foi cedido um exemplar da versão Highline, o mais caro da gama. Além de contar com a cor de lançamento amarelo cúrcuma, ele também era equipado com o pacote tecnológico. O opcional acrescenta, entre outros itens, o painel de instrumentos digital, central multimídia de oito polegadas e as rodas aro 17.

Embora dê um visual mais agressivo ao carro, e o deixe com cara de Audi no interior, seu preço de R$ 5.900 pode afastá-lo de um comprador mais racional. Para quem quiser adquirir o Polo na pré-venda, este pacote sai mais barato, com preço promocional de R$ 4.500.

Dirigibilidade exemplar

No retorno para São Paulo, um outro Comfortline é separado para a reportagem do Garagem360. Desta vez a bordo de um Polo branco, era a hora de testar melhor o modelo. Nessa viagem de mais de 100 km foi possível notar os verdadeiros atributos do hatch. Não é só o motor TSI que é bom, mas o câmbio automático de seis marchas também merece elogios. Suas trocas são imperceptíveis, mantendo sempre a rotação ideal.

O acerto de suspensão é outro ponto exemplar. Sem ser muito dura, ela segura bem a carroceria em curvas, e filtra bem as irregularidades do solo. O carro viaja sem problemas em velocidade de cruzeiro. Na verdade, é até difícil de manter os 120 km/h, já que qualquer descuido do motorista faz com que o carro ultrapasse o limite.

Para evitar isso, programo o piloto automático em 118 km/h. O recurso é muito prático, fácil de ser programado, e mantém a velocidade estabelecida. Porém, basta pisar no freio para que ele seja desativado, sendo necessário reprogramá-lo.

Início promissor

As primeiras impressões a bordo do novo Polo agradaram. A versão Comfortline talvez seja a mais racional do modelo, por oferecer o melhor conjunto mecânico do hatch e um bom pacote de equipamentos, custando R$ 4 mil a menos que a Highline sem opcionais.

Além de ser bom de dirigir, o espaço interno é agradável e a qualidade de construção da cabine segue o padrão do Golf. Há muito plástico, mas não há falhas de encaixe e nem materiais de baixo custo. Tudo é muito sóbrio e funcional, como pede a cartilha alemã.

Na galeria, confira as fotos do Polo Highline e também do evento de lançamento do modelo.

 

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *