Tags

Notícias

Opinião: Hamilton vence GP de Singapura e caminha a passos largos para o tetracampeonato

Créditos: Foto: Zak Mauger/LAT Images/Fotos Públicas

Contrariando todas as previsões, Lewis Hamilton foi o grande vencedor do GP de Singapura. Maior beneficiado do salseiro da largada, o inglês viu Vettel abandonar na primeira volta e abriu 28 pontos na liderança do campeonato. Ricciardo, em segundo, e Bottas, em terceiro, completaram o pódio.

Assim que a transmissão da prova foi iniciada era perceptível que havia um fator inédito. Pela primeira vez em 10 anos a chuva deu as caras na cidade-Estado asiática. Isso forçou os pilotos a largarem com pneus de pista molhada, e também fez com que essa fosse a primeira corrida noturna sob chuva da história.

LEIA MAIS: Das pistas para as ruas: pilotos contam como o automobilismo moldou os carros de passeio

Testamos: Nissan March 1.6 SL é um esportivo amansado pelo câmbio CVT

Se no sábado Vettel e a Ferrari saíram como os grandes vencedores com a pole do alemão, tudo foi por água abaixo nos primeiros 100 metros da corrida. Na largada, Sebastian procurou defender sua liderança dos ataques de Verstappen – que não largou muito bem – e de Raikkonen, que vinha como um míssil. Ao jogar seu carro para a esquerda, espremeu a RedBull número 33, que por sua vez ficou prensado entre as duas Ferraris.

Foto: Steven Tee/LAT Images/Fotos Públicas
Confusão na largada resultou em abandonos e afastou Vettel da disputa do título

Com isso, o cenário estava caótico estava armado. Kimi e Max se tocaram e o finlandês da Ferrari, com o choque, acertou a lateral de seu companheiro. Raikkonen e Verstappen voltariam a se tocar na primeira curva, abandonaram e de sobra ainda bateram na McLaren de Alonso. Vettel até tentou continuar, mas rodou poucos metros depois, perdeu o bico e precisou abandonar por conta dos danos.

Sorte de Hamilton

A confusão fez com que Hamilton, maior derrotado na classificação, saísse de quinto para primeiro antes do final da volta inicial. O inglês foi, literalmente, do céu ao inferno em menos de um dia. Depois de assumir a ponta, o piloto da Mercedes não foi mais ameaçado e se manteve na frente durante todo o GP. Ricciardo, que pulou para segundo também nos primeiros metros, conseguiu mais um pódio para a RedBull. O australiano faz uma ótima temporada e merecia ter um carro mais competitivo. Certamente estaria na luta pelo título.

Bottas também não precisou de grandes esforços para garantir mais um pódio para a Mercedes. Porém, o grande destaque foi o piloto que terminou atrás do finlandês. Carlos Sainz Jr. levou a Toro Rosso ao quarto lugar na prova, melhor colocação da equipe no ano e seu melhor resultado na carreira. Confirmado para guiar pela Renault em 2018, o espanhol tem demonstrado que é uma das grandes promessas para o futuro da categoria.

Apesar da largada caótica, o GP de Singapura se manteve bastante tranquilo nas demais voltas. Ao todo, foram três entradas do Safety Car – no começo da corrida, na volta 10, quando Kvyat bateu sua Toro Rosso no muro e na 35, com Ericson batendo sua Sauber – o que fez a prova terminar pelo limite de tempo, e não pelo número de voltas.

O resultado praticamente sela o quarto título de Hamilton. Faltando seis etapas, o inglês nem precisa mais vencer corridas, contanto que sempre se mantenha no pódio e Vettel ganhe no máximo mais três provas. Para o alemão, resta torcer por um abandono de Lewis, que não acontece desde o GP da Malásia de 2016, justamente o palco da próxima etapa, daqui a duas semanas.

Os dois pilotos se mantém vivos na disputa, mas Hamilton já tem alguns dedos na taça. Porém, a temporada segue quente e apenas um poderá ser campeão mundial.

Foto: Reprodução/F1.com
Resultado GP de Singapura 2017

 

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.