Se um dos seis cilindros da Ferrari de Charles Leclerc não tivesse quebrado durante o GP do Bahrein 2019, este texto estaria exaltando a primeira vitória do garoto de 21 anos na Fórmula 1. Porém, como seu propulsor o deixou na mão, quem triunfou mais uma vez foi Lewis Hamilton, obtendo o 74ª triunfo na carreira. Valtteri Bottas, líder do campeonato, terminou em segundo, com Leclerc conseguindo salvar o pódio graças ao Safety Car.

GP do Bahrein 2019: como foi

Pole position pela primeira vez na carreira, Leclerc parecia tranquilo antes da prova. A impressão era a de que monegasco ocupava com frequência a posição de honra. Talvez toda essa tranquilidade tenha feito com que o piloto do carro nº 16 começasse muito relaxado, já que na largada ele caiu para terceiro. Vettel, com a outra Ferrari, assumiu a ponta, enquanto que Bottas ocupava a vice-liderança. Hamilton era apenas o quarto.

Leclerc estava determinado em buscar a ponta perdida no apagar das luzes. Na segunda volta, ele ultrapassa Bottas e assume o segundo lugar. No sexto giro, a vítima foi Vettel, que nada pode fazer para impedir o ímpeto de seu companheiro. Dessa forma, Charles voltava a ponta e com um ritmo impressionante, sempre aumentando a sua vantagem.

LEIA MAIS: De Kia Rio a Lotus brasileiro: as maiores mentiras do mundo automotivo

Finíssimas: veja famosas e seus carrões

Enquanto isso, a vida no pelotão intermediário estava agitada. Em determinado momento, cinco carros brigavam pelo sétimo lugar. Houve até mesmo um torque, entre a Alfa Romeo de Giovinazzi e a Toro Rosso de Kvyat, com o segundo piloto levando a pior e rodando.

Apesar de toda a movimentação do GP Bahrein 2019, nada abalava a liderança de Leclerc. Atrás dele, Hamilton e Vettel protagonizavam uma disputa de titãs pela segunda posição. Após a primeira parada, Sebastian se deu melhor por conta dos pneus mais macios que a Mercedes colocou no carro de Lewis. Na volta 24, ele ultrapassou o inglês e ficou na segunda posição.

Isso se manteve até a segunda janela de pit stops. Os dois multicampeões voltaram a travar uma batalha a partir da volta 37. Com os mesmos compostos nos dois carros — ambos de pneus médios, Vettel se deu melhor e resistiu ao primeiro ataque de Lewis. O jogo virou na volta 38, com Hamilton fazendo a ultrapassagem e Sebastian rodando sozinho. Para piorar a situação, a asa dianteira do alemão se soltou no meio da segunda reta do autódromo, forçando uma nova parada nos boxes.

Azar e sorte

O que ninguém sabia é que a sorte da Ferrari ia mudar justamente após esse incidente. Dominando a corrida, Leclerc começou a se queixar de perda de potência na volta 46. Dois giros depois, Hamilton ultrapassa a Ferrari do monegasco e assume a liderança. Sem poder fazer nada, Charles ainda foi superado por Bottas, caindo para terceiro.

E ele só não perdeu o pódio porque os deuses do automobilismo deram uma colher de chá nas últimas três voltas. Quando parecia que Verstappen ia conseguir superar Leclerc para alcançar novamente a terceira colocação, os dois carros da Renault abandonaram praticamente ao mesmo tempo na curva 1, obrigando o Safety Car a entrar na pista faltando três voltas para o fim. O carro de segurança permaneceu até o final, obrigando todos os pilotos a manterem suas posições.

Vencedores e vencidos

Historicamente, o carro da Ferrari combina com o circuito do Bahrein. A vitória só escapou por um problema mecânico, mas Leclerc estava dominando todo o final de semana. Ele obteve a primeira pole da carreira e de um monegasco na categoria, além de ter feito a melhor volta da corrida, o que lhe garantiu o ponto extra.

Se tivesse vencido, esta análise falaria sobre a temporada dos coadjuvantes, já que Bottas venceu a primeira prova. Porém, como deu Hamilton, ao menos um dos favoritos ao título sai de Sakhir em alta. Não é o caso de Vettel, que segue cometendo erros quando está sob pressão.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

No campeonato de pilotos, Bottas lidera por um ponto, com Hamilton em segundo (44 x 43). Verstappen é o terceiro, com 27 pontos, enquanto Leclerc está em quarto, com um tento a menos. Vettel é apenas o quinto, com 22 pontos após o quinto lugar de ontem. Entre os construtores, a Mercedes está tranquila na ponta, com 87 pontos. A Ferrari é a segunda com 48 pontos, enquanto a Red Bull está em terceiro com 31 tentos.

O circo da Fórmula 1 desembarca na China daqui a duas semanas, onde será realizada a milésima corrida da história da categoria. No ano passado, a vitória foi de Daniel Ricciardo, ainda como piloto da Red Bull. Como a Renault, nova equipe do australiano, ainda não mostrou força para brigar pela ponta, o vencedor deste ano deve ser diferente.

Classificação GP do Bahrein

Reprodução/F1
Classificação GP do Bahrein 2019