Opinião: Bottas brilha e vence GP da Austrália com direito a ponto bônus

Notícias 18 de março de 2019 Leo Alves 0

Segundo colocado no grid de largada, Valtteri Bottas conseguiu largar melhor, tomou a ponta e venceu o GP da Austrália de 2019. O piloto da Mercedes fez uma grande corrida, andando forte durante todas as 58 voltas da prova. Seu companheiro, Lewis Hamilton, teve que se contentar com o segundo lugar. Max Verstappen, agora líder da Red Bull, conseguiu um importante pódio para a equipe taurina.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

GP da Austrália: como foi

A largada foi, até certo ponto, tranquila. Quem se deu mal foi Hamilton, que perdeu a ponta antes da primeira curva, e Daniel Ricciardo, que destruiu sua asa dianteira nos primeiros metros e comprometeu sua estreia pela Renault. De volta à categoria, Robert Kubica encostou sua Williams no carro de seu companheiro de equipe, o estreante George Russell, e também perdeu o spoiler frontal.

Na volta 10, Carlos Sainz, guiando pela primeira vez na McLaren, protagonizou o primeiro abandono de 2019, com seu motor estourando – e pegando fogo – na entrada dos boxes. Cinco voltas depois, Sebastian Vettel levou sua Ferrari para o pit stop, abrindo a janela entre os ponteiros. Na volta seguinte, Hamilton também parou para trocar os pneus. Essa parada do atual campeão tinha como objetivo marcar o alemão, mas acabou enterrando as chances de Lewis vencer a prova.

LEIA MAIS: Conheça os carros da Fórmula 1 para 2019

ABBA, funerária e chinelo: relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1

Enquanto isso, Bottas seguia em um ritmo alucinante, fazendo voltas rápidas a rodo. Em suma, o finlandês estava com a faca nos dentes, realmente disposto a encerrar o jejum de vitórias – que durava desde o GP de Abu Dhabi de 2017. Somente no 23º giro que o piloto do carro 77 fez sua parada. Depois que voltou, ele sumiu na frente do pelotão, chegando a abrir quase 30 segundos de Hamilton.

Quem também estava inspirado era Max Verstappen. Aparentemente, o motor Honda casou bem com o carro da Red Bull, e o holandês teve um bom ritmo de prova desde o apagar das luzes da largada. Na volta 30, ele fez uma boa ultrapassagem em cima de Vettel para assumir a terceira posição. Ele até tentou se aproximar de Hamilton, mas acabou ficando na última posição do pódio.

No final da prova, Max e Bottas ainda proporcionaram um duelo pela melhor volta, já que agora ela vale um ponto extra. Por mais que o piloto do carro 33 tenha tentado, foi o finlandês da Mercedes que se deu melhor e faturou a bonificação pela primeira vez em 2019.

Divulgação
Bottas dominou com autoridade a primeira prova de 2019

Decepções

Sem dúvida, a Williams é a maior decepção da corrida australiana. Os dois carros foram os piores durante todo o final de semana, fechando a prova nas duas últimas colocações. Para piorar, Kubica conseguiu tomar uma volta de Russell, cruzando a linha de chegada três giros atrás de Bottas.

A Ferrari também deixou a desejar. Se na pré-temporada o time voou, na Austrália ela não ameaçou a Mercedes em nenhum momento. Vettel teve uma corrida apática, aparecendo pouquíssimas vezes. Charles Leclerc poderia ter ultrapassado o alemão, mas recebeu ordens para manter o quinto lugar. Decisão desnecessária e que ofuscou o desempenho do monegasco, que teve ritmo melhor que Sebastian.

Ricciardo foi outro piloto que frustrou as expectativas. Correndo em casa, ele comprometeu seu carro logo na largada e abandonou na volta 28. Romain Grosjean fazia uma boa prova com a Haas, mas precisou abandonar na volta 29 por conta de uma roda solta. A equipe americana cometeu o mesmo erro em 2018 e perdeu novamente a chance de fazer mais pontos.

Resultado oficial

Na tabela a seguir, confira como ficou a classificação final do GP da Austrália de 2019.

Foto: Reprodução/F1.com
Classificação GP da Austrália 2019