Nova Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022: tudo sobre a duas rodas

Honda CBR 1000RR-R
Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022. (Foto: Divulgação/Honda)

A MotoGP é uma das categorias mais desafiantes das competições envolvendo motos. As tecnologias usadas nas pistas podem ser levadas para as ruas. E foi justamente isso que aconteceu com a nova moto Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022. Uma das motos mais rápidas da montadora japonesa chega ao Brasil e traz como principal atributo sua força.

Honda CBR 1000RR-R
Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 (Foto: Divulgação/Honda)

Nova Moto Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022

A nova motocicleta esportiva estará disponível para pré-venda a partir do dia 13 de setembro de 2021. Ela estará disponível em todas as concessionárias da rede Honda Dream. Seu preço sugerido é de R$ 159 mil. Fabricada e importada do Japão, a motocicleta de alto desempenho disponíveis modelos na cor Vermelho e Preto Perolizado

Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 (Foto: Divulgação/Honda)

E quem adquirir o modelo neste período ganhará um curso de pilotagem de RedRider. O instrutor será o piloto Leandro Melo. A Honda diz que que elas começarão a ser entregues em outubro.

Os modelos Fireblade são bem tradicionais no mundo das motos. A linha superesportiva da Honda surgiu no ano de 1992. Desde então, segue o conceito “Total Control”. De acordo com a montadora, este tipo de modelo que ” privilegia maneabilidade e oferece performance ideal a pilotos de diferentes níveis de experiência”.

E com a CBR 1000RR-R Fireblade 2022 não será diferente. Não é a toa que ela tem como base motos usadas nas provas da Moto GP. Estamos falando do modelo RC 213V-S. Um dos pilotos que pilotam este modelo é o multi-campeão Marc Márquez.

Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 (Foto: Divulgação/Honda)

Pensando no design, as novas carenagens já mostram seu lado esportivo. Mas trazem outro significado: a estabilidade em frenagem da moto foi melhorada. Assim como a elevação da roda dianteira em aceleração foi restringida. Outros itens adicionados com o objetivo de melhorar a experiência e a aerodinâmica foram as três aletas dispostas nas laterais das carenagens – em linha vertical.

Tecnologias

Honda CBR 1000RR-R
Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 (Foto: Divulgação/Honda)

Algumas tecnologias interessantes foram adicionadas. Agora, a moto conta com o sistema Smart Key. Isso significa que o piloto não precisa estar com a chave para dar ignição na moto.

Já o painel recebeu uma tela TFT de cinco polegadas. Quatro botões estão disponíveis para a mudar os parâmetros dos modos de condução (superior e inferior). Sem as informações do painel também poder ser alternados por eles (esquerdo e direito).

Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022: Conjunto mecânico

Honda CBR 1000RR-R
Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 (Foto: Divulgação/Honda)

Como de praxe, esta linha esportiva vem com um motor forte. Esta Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 está equipada com o propulsor quatro cilindros de 1.000 cm³. Sua potência máxima é de 126,2 cv a 14.500 rpm e torque máximo de 11,5 kgfm a 12.500 rpm. Já sua transmissão possui seis velocidades.

Este é um dos motores mais rápidos da marca. E mais uma vez a RC 213V-S aparece. Isso porque foram usadas algumas características do motor do modelo esportivo. O motor possuí um diâmetro de 81 mm e curso de 48,5 mm. Ainda fazem parte do conjunto de atualizações do motor:

  • Comando de válvulas (acionados por um sistema misto)
  • Biela de titânio
  • Pistões de alumínio
  • Injetores multiponto (que administra o quanto a temperatura aumenta)
  • Duto ram-air
  • Escapes da Akrapovic
  • Redução de atrito
  • Partida através do eixo primário da embreagem

Ciclística

Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022

Por fim, a moto traz algumas características interessantes na parte ciclística. O chassi, por exemplo, ainda é de alumínio tipo Diamond. Aqui também poderão ser encontradas muitas novidades. Uma delas é o amortecedor de direção HESD.

Honda CBR 1000RR-R
Honda CBR 1000RR-R Fireblade 2022 (Foto: Divulgação/Honda)

Os pneus também são um pouco diferentes. Apesar de ter mantido o 120/70 ZR17 na frente, os traseiro agora é o 200/55 ZR17. Ainda se destacam a plataforma inercial IMU (seis eixos da Bosch), os freios Brembo Stylema e o ABS de dois níveis (Sport/Track).

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar