Mini Dolphin chega em breve e deve ter preço de hatches populares

O Mini Dolphin está chegando. Com estreia prevista para março e preços atraentes, o modelo possivelmente será o carro elétrico mais barato do Brasil.

Até aí tudo bem, acontece que com o mesmo preço de alguns hatches mais populares, o carro 100% elétrico vai incomodar muito as montadoras. 

Mini Dolphin - imagem: Divulgação
Mini Dolphin – imagem: Divulgação

 

BYD Mini Dolphin a preço de hatch mais equipado

O Seagull, nome original do Mini Dolphin que será lançado aqui, tem motivos para ser bem aceito no mercado. Seu motor elétrico rende até 74 cv de potência e 13,7 kgfm de torque.

As baterias podem ser de 30 kWh ou 38,8 kWh, proporcionando autonomia de 305 km ou 405 km com uma carga, respectivamente.

O Mini Dolphin tem 3,78 metros de comprimento, 1,71 metro de largura e 1,54 metro de altura. O entre-eixos de 2,5 metros garante bom espaço interno para quatro ocupantes.

É cerca de 10 cm maior do que o Renault Kwid e 20 cm menor que o Citroën C3. 

Desde que chegou ao mercado em abril de 2023, o hatch vendeu 280 mil unidades no mundo, conforme apurou a Car News China. É um número bastante relevante, o que certamente vai respingar no mercado brasileiro. 

Com preço estimado em R$ 100 mil, o Mini Dolphin vai ser bastante competitivo, visto o crescente interesse por carros elétricos no país.

Seu irmão maior, o Dolphin já se tornou o carro elétrico mais vendido do país custando 150 mil, imagina um com preço de hatch mais equipado? 

Para se ter uma ideia, o VW Polo TSi, que nem é a versão mais equipada do hatch, custa R$ 101.990. 

O Onix hatch AT Turbo de 116cv é ainda mais caro (R$ 114.150) e também não é a versão mais equipada. 

Mas o chinês é bem mais tecnológico que os hatches menores (e o mais também) do que os modelos a combustão vendidos no país. O motor TSi do Polo é o mais antigo em produção no país. 

Se contar outros benefícios, rodar no elétrico pode sair bem mais barato se o proprietário utilizar um sistema de energia solar. Também não paga IPVA em alguns estados, emite menos carbono, entre outros. 

Mini Dolphin interior - imagem: Divulgação
Mini Dolphin interior – imagem: Divulgação

 

No final, vai ter muita gente que vai considerar o elétrico na hora de comprar um carro elétrico, principalmente se eles ficarem mais baratos com a nacionalização da produção. 

O que pesa contra o chinês é justamente a potência, visto que os dois vão entregar mais de 100 cv de potência, enquanto o Mini Dolphin entrega o mesmo que um hatch 1.0. 

Qual é o BYD mais barato?

Atualmente, o BYD mais barato é o BYD Dolphin, vendido por R$ 149.800. A marca promete não repassar o aumento referente ao retorno do imposto de importação de elétricos para os clientes neste primeiro momento. 

Em apenas sete meses no mercado, o Dolphin vendeu 6.812 unidades, o que lhe rendeu o posto de carro elétrico mais vendido do país. Em dezembro, foram 2.248 unidades. 

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar