Mini Cooper SE Countryman ALL4: tudo sobre a versão híbrida do modelo

O Mini Cooper SE Countryman ALL4 oferece a excentricidade do hatch, o bom espaço interno do Countryman e um motor elétrico moderno (Foto: Divulgação/BMW/Mini)

Não temos dúvidas que os carros fabricados pela Mini fazem parte da cultura britânica. Mas assim como tudo nesse mundo, o carro evolui e fica cada vez mais tecnológico. No caso do Mini Cooper SE Countryman ALI4, podemos adicionar o fato dele ser mais ecológico. O modelo SUV do excêntrico hatch possui uma versão híbrido Plug-In e ele traz algumas coisas bastante interessantes.

Mini Cooper SE Countryman ALL4

A segunda geração do carro foi apresentado para o mundo em 2017. No ano passado, sofreu uma pequena reestilização. Como a Mini é uma marca controlada pela BMW, é muito comum que os carros dividam uma mesma plataforma. No caso do Countryman, ele é produzido sobre a UKL2 e possui como “primos” a BMW Série 1 e a Série 2.

Ele é um carro feito para famílias que querem um carro forte, grande, mas sem perder o o estilo despojado. Ele mede 4.297 mm de comprimento, 1.559 mm de altura e 1.822 mm de largura.

(Foto: Divulgação/BMW/Mini)

Sua distância entre-eixos é de 2.670 mm, ou seja, muito espaço interno para todos os ocupantes. Além disso, ele tem um porta-malas com capacidade para 450 litros.

O preço? O Mini Cooper SE Countryman ALL4 possui duas versões. A Exclusive está custando a partir de R$ 234.990. Já a Top está com preços a partir de R$ 264.990.

(Foto: Divulgação/BMW/Mini)

Ele traz o motor 1.5L TwinPowerTurbo. Junto com o propulsor elétrico, ele tem potência máxima de 224 cv (divididos entre 136 cv do motor a combustão e 88 cv do eletrificado) e torque máximo de 386 Nm até 4.300 rpm. Para completar o conjunto mecânico, a transmissão automática Steptronic de seis marchas e tração integral nas quatro rodas.  Os seus dados desempenho são muito bons. Ele pode acelerar de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos, além de atingir a velocidade máxima de 197 km/h.

Bateria

(Foto: Divulgação/BMW/Mini)

Apenas usando o modo elétrico, a bateria de 10 kWh pode andar por até 52 km. De acordo com o fabricante, você pode recarregá-la com uma tomada de 220 v em cinco horas. Do mesmo modo, você pode usar o Wallbox e estações de carregamento públicas.

Equipamentos de série

Não importa se estamos falando da versão Exclusive ou da Top, ambos trazem um bom pacote de equipamentos de série. Sem falar no acabamento de primeira linha. Na última mudança, o híbrido Plug-In recebeu algumas novidades.

A primeira vem de série com ar condicionado digital DualZone, sensor de chuva. sensor crepuscular, sistema de tração nas quatro rodas, 8” Pair Spoke, abertura e fechamento automático de porta-malas, câmera de ré, teto solar panorâmico, modos de condução MINI (Sport e Mide Green), pacote de iluminação, volante esportivo em couro com botões multifunções, apoio para braços dianteiro, assentos dianteiros esportivos com ajustes elétricos e revestimento em leatherette, sensor de estacionamento, controle de cruzeiro com função freio, faróis Full LED direcionais, tela touch de 8,8”, painel digital, serviço de conectividade com ligação inteligente de emergência e sistema de navegação MINI.

(Foto: Divulgação/BMW/Mini)

Entretanto, a versão top traz alguns mimos exclusivos. Esse é o caso das rodas de 19” Turnstile Spoke, revestimentos em couro, sistema de alto-falantes hi-fi assinado pela Harman Kardon, MINI Head-Up Display, volante esportivo em couro Walknappa, retrovisor interno eletrocrômico e acabamento interno MINI Piano Black iluminado.

Por fim, o Pacote Parking, que traz Parking Assistan e sensor de estacionamento dianteiro, são oferecidos como opcionais.

Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
Veja mais ›
Fechar