Mercado automotivo brasileiro: o que os últimos acontecimentos revelam

O que os acontecimentos recentes falam sobre o futuro do mercado automotivo
O que os acontecimentos recentes falam sobre o futuro do mercado automotivo (Foto: Divulgação)

Sempre que uma montadora anuncia o fechamento de uma unidade fabril, a preocupação sobre o futuro do mercado automotivo brasileiro vem à tona. No entanto, a promessa de novos investimentos torna o saldo positivo para a indústria.

O que os acontecimentos recentes falam sobre o futuro do mercado automotivo
O que os acontecimentos recentes falam sobre o futuro do mercado automotivo (Foto: Divulgação)

O que os acontecimentos recentes revelam sobre o futuro do mercado automotivo brasileiro

Em meio ao temor dos piores dias da pandemia ocasionada pela Covid-19, em 2021, a Ford, uma das montadoras mais tradicionais no mercado automotivo disse adeus para a produção em terras brasileiras.

Desde então, as montadoras enfrentaram a crise dos componentes automotivos, que atrasaram a linha de produção do setor. No entanto, esse problema não é exclusividade do mercado nacional, pelo contrário, afetou a produção em todos os locais do globo.

VEJA TAMBÉM

Com a virada do ano, a esperança de recuperação do setor foi tomada com a expectativa de novos lançamentos. Porém, a preocupação com o futuro do mercado nacional novamente virou tema com o anúncio da Toyota de sair do ABC paulista.

Em nota, a empresa esclareceu que a decisão vai de encontro com as novas estratégias da empresa.

Dessa forma, a linha de produção em São Bernardo do Campo, cidade do ABC paulista, local com grande concentração de fábricas e indústrias, incluindo do mercado automotivo, será transferida para as demais unidades da marca no interior de São Paulo, como Sorocaba, Porto Feliz e Indaiatuba.

A mudança será feita de forma gradual a partir de dezembro de 2022 com conclusão prevista para novembro de 2023.

Atualmente, a planta de São Bernardo do Campo conta com cerca de 550 pessoas e é o local onde são produzidas peças que equipam modelos produzidos no Brasil, Argentina e Estados Unidos.

“A Toyota reforça seu compromisso com o futuro e com a mobilidade, e sua missão de desenvolver carros cada vez melhores.

Diversas atividades vêm sendo conduzidas nessa direção, tais como a renovação do portfólio com a chegada do Corolla Cross, a introdução do terceiro turno em Sorocaba, a exportação de motores de Porto Feliz para a América do Norte e o investimento de R$ 50 milhões na operação de Indaiatuba, que produz o Corolla sedã.”

O que os acontecimentos recentes falam sobre o futuro do mercado automotivo
Produção será transferida para outras cidades em que a empresa atua (Foto: Divulgação)

Anúncios de novos investimentos são o suspiro de alívio do setor

Porém, mesmo com as dificuldades encontradas, o mercado automotivo nacional ainda permanece promissor para os próximos anos, tendo em vista os constantes anúncios de investimentos e planos estratégicos das montadoras para a região, onde o Brasil participa ativamente.

O primeiro caso a ser citado é a Great Wall Motors, gigante automotiva chinesa que em 2022 iniciou as atividades no Brasil após comprar a fábrica da Mercedes-Benz, no interior de São Paulo.

A marca pretende ser uma peça fundamental no desenvolvimento de híbridos e elétricos no Brasil, além de agregar mais tecnologia aos modelos.

Os primeiros veículos serão importados, até que a unidade fabril da GWM esteja apta a operar.

Além dela, a japonesa Nissan anunciou novos investimentos  no valor de US$ 500 milhões para o desenvolvimento de um novo modelo em sua fábrica em Resende, interior do Rio de Janeiro.

A alemã Volkswagen, montadora que também tem atuação no ABC paulista, bem como em São Carlos, Taubaté, ambos em São Paulo e São José dos Pinhais, no Paraná também conformou um investimento de R$ 7 bilhões para a região até 2026, com a intenção de desenvolver uma nova linha de carros.

O primeiro produto derivado desse aporte deve ser o Polo Track, que deve ser revelado ainda em 2022.

Outra montadora alemã que merece evidencia quando o assunto são planos estratégicos é a BMW, que informou ainda em 2021 a produção dos novos modelos X3 e X3 em sua fábrica em Araquari, em Santa Catarina, até 2024, após o investimento de R$ 500 milhões em sua linha de produção.

O que os acontecimentos recentes falam sobre o futuro do mercado automotivo
Nissan está entre as empresas que anunciaram investimentos recentes (Foto: Divulgação)

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Nicole Santana
Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe. Atualmente dedica-se à redação do portal Garagem 360, produzindo notícias, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar