Honda HR-V Touring ou VW T-Cross Highline: qual SUV turbo é uma melhor compra?

No confronto de SUVs que usam motores turbo, quem leva a melhor? Honda HR-V Touring 1.5 ou VW T-Cross Highline 250 TSI?1 (Foto: Divulgação/Honda Automóveis)

Os motores turbo está cada vez mais presentes nos modelos nacionais. Aqui, por exemplo, temos dois SUVs compactos que trazem este tipo de propulsor. De um lado, o alemão Volkswagen T-Cross Highline 2021 e seu 250 TSI. Do outro, o japonês Honda HR-V Touring, que usa o 1.5L Turbo. Chegou a hora de saber qual SUV turbo é uma melhor compra.

Honda HR-V Touring ou VW T-Cross Highline: qual SUV turbo é uma melhor compra?

Custando R$ 157.100, o Honda HR-V 2021 é o modelo mais caro da linha, que ainda tem as versões LX, EX e EXL. Enquanto isso, o Volkswagen T-Cross Highline é mais caro que os modelos 200 TSI e Comfortline. Os dois vivem um momento muito bom no mercado. Segundo os dados divulgados pela Fenabrave, o carro da VW é o terceiro colocado entre os SUVs compactos. Já o Honda é o quinto.

VW T-Cross Highline 2021 (Foto: Divulgação/Volkswgen Brasil)

E os dois são bem importantes para a história recente dos aventureiros urbanos aqui no Brasil. Lançado em 2014, o veículo da Honda foi um dos primeiros da atual safra de utilitários esportivos. E logo de cara virou a grande sensação por seu design diferenciado. Ele é um carro bastante robusto, visto que mede 4.329 mm de comprimento 1.772 mm de largura, 1.650 mm de altura.

Enquanto isso, o carro da VW chegou anos depois e foi um dos grandes destaques da montadora durante do último Salão do Automóvel. Ele é um dos veículos construídos com a plataforma MQB. Suas dimensões são: 4.199 mm de comprimento; 1.760 mm de largura e 1.570 mm de altura.

VW T-Cross Highline 2021 (Foto: Divulgação/Volkswgen Brasil)
Honda HR-V Touring 2021 (Foto: Divulgação/Honda Automóveis)

Ambos possuem um bom espaço interno e conseguem levar cinco passageiros com uma certa facilidade. No entre-eixos, o T-Cross é quem leva a melhor (2.651 mm contra 2.610 mm). Outro detalhe que os dois vão bem é o porta-malas. Dentre os dois veículos, é o HR-V tem o maior espaço (393 litros contra 373 l).

Motorização

Temos aqui dois veículos que usam um motor turbo. O Honda HR-V Touring é a única versão que traz um motor 1.5L Turbo 16v DOHC Duplo VTC, movido a gasolina. Sua potência máxima 173 cv a 5.500 rpm a 22,4 kgfm. Sua transmissão é a CVT de sete velocidades. De acordo com a montadora, a velocidade máxima é de 200 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em 8,9 segundo

Entretanto, o propulsor usado pelo Volkswagen T-Cross Highline é Flex. O 1.4 TSI pode gerar 150 cv  de potência a 5.000 giros e torque de 25,5 kgfm entre 1.400-4.000 rpm. Já a sua transmissão é a automática de seis velocidades. De acordo com a VW, ele pode acelerar de 0 a 100-km/h em 8,7 segundos e sua velocidade máxima é de 198 km/h.

Consumo

Mesmo só usando gasolina, o Honda HR-V possui números melhores que seu adversário. Ele pode fazer: 11,4 km/l no perímetro urbano e 12,6 km/l no rodoviário.

Porém, o fato de beber dois tipos de combustível é a grande vantagem do motor TSI, que faz com que o T-Cross seja bastante econômico. Segundo dados do Inmetro, 11 km/l (gasolina) e 7,7 km/l (etanol). Na estrada, eles se mantém no alto: 13,2 km/l (gasolina) e 9,3 km/l (etanol).

Equipamentos de série

Tanto a Honda, quanto a VW trabalharam bem em seus veículos. Eles oferecem pacotes de equipamento de séries bastante completos. Ambos chegam com suas respectivas centrais multimídias, assistentes de direção e outros itens que facilitam a vida dos ocupantes.

O Honda HR-V Touring é um carro que possui um design inovador. Destaque para as maçanetas traseiras na coluna. O carro vem de série com seis airbags, chave inteligente, assistente de partida em aclive, ar-condicionado digital touchscreem, cruise control, assistente de partidas em aclives, assistente de estabilidade e tração, banco do motorista com regulagem de altura e bancos de couro, sistema Magic Seat Honda, assistente de tração, câmera de ré multivisão, bluetooth, Cruise Control, entradas USB, freio de estacionamento, retrovisores com função Tilt-Down, sensores de estacionamento (dianteiro e traseiro), sensor de chuva, sensor crepuscular, teto solar panorâmico, estabilidade e sistema Honda LaneWatch.

Honda HR-V Touring 2021 (Foto: Divulgação/Honda Automóveis)
VW T-Cross Highline 2021 (Foto: Divulgação/Volkswgen Brasil)

Enquanto isso, o Volkswagen T-Cross Highline tem um visual um pouco mais discreto. Lembra muito seus irmãos Taos, Tiguan e Touareg. Dentre seus itens de série, destaque para: seis airbags, sensores de estacionamentos traseiros e dianteiros, sensor crepuscular, assistente para partida em aclives, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, faróis de condução diurna, sensor de chuva, ar-condicionado digital, seis alto-falantes, banco do motorista ajustável (altura e lombar), bancos de couro, espelho retrovisor eletrocrômico, luzes de leitura, sistema Kessy (acesso ao carro sem chave), volante multifuncional, vidros elétricos e travas elétricas, detectador de fadiga e sistema Start & Stop

Conclusão

Assim sendo, Honda HR-V e o VW T-Cross são carros que possuem suas individualidades e suas semelhanças. O veículo da Volkswagen leva a melhor por ser ligeiramente maior. Além de ser um carro bicombustível, que tem um espaço interno maior e com um pacote de equipamentos mais recheado.

Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
Veja mais ›
Fechar