Tags

Notícias

Fusão entre FCA e Renault pode criar terceiro maior grupo do mundo

Créditos: Foto: Divulgação

O grupo FCA, que engloba todas as marcas de Fiat e Chrysler, fez uma proposta de fusão à aliança Renault. De acordo com as informações, o novo grupo teria suas ações dividias igualmente entre as duas partes. Se o negócio for fechado, ele será o terceiro maior vendedor de carros no mundo, atrás apenas de Volkswagen e Toyota.

Fusão entre FCA e Renault

A Renault anunciou nesta segunda-feira (27) que irá se reunir para analisar a proposta. Porém, o martelo não deve ser batido imediatamente. A tendência é que as negociações demorem mais, principalmente por se tratar de duas gigantes automobilísticas.

Caso seja concretizado, a união entre americanos, italianos e franceses pode ser benéfica para todos. A marca da França pode ajudar o grupo ítalo-americano a desenvolver soluções elétricas, enquanto que a FCA pode ser uma importante parceira para o desenvolvimento de modelos 4×4.

Reencontro

Curiosamente, este casamento pode fazer com que a Jeep volte a pertencer ao mesmo grupo que a Renault. A história da marca começa nos anos 1940, quando a antiga Willys passa a fabricar o primeiro Jeep da história. No Brasil, a Willys-Overland se aproximou da Renault durante os anos 1960, lançando diversos modelos derivados da francesa, como o Gordini e o Interlagos.

LEIA MAIS: Cotado para o Brasil, Renault Arkana é lançado na Rússia

Saiba quais são os 15 carros mais econômicos do Brasil em 2019

Entretanto, a marca foi vendida, no mercado tupiniquim, para a Ford em 1967. Enquanto isso, nos Estados Unidos, a Willys acabou nas mãos da AMC, marca que posteriormente foi vendida para a Renault, em 1979. Oito anos depois, em 1987, a Chrysler adquiriu a AMC e transformou o nome Jeep em marca, como permanece até os dias atuais.

Casamentos automotivos

Na galeria, confira quais são os atuais grupos automotivos.

 

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.