Ford Territory ou Caoa Chery Tiggo 8: qual SUV médio vale mais a compra?

O Ford Territory Titanium e o Chery Tiggo 8 TXS estão posicionados em uma faixa de preço bastante concorrida. Qual SUV vale mais a pena? (Foto: Divulgação/Ford do Brasil)

Da mesma forma que existe uma grande disputa entre os SUVs compactos, o mercado de utilitários esportivos médios também está fervendo. E eles estão vindo de várias partes do mundo. Neste comparativo, por exemplo, temos dois carros vindos da China. De um lado, está o novo Ford Territory. Do outro, o Caoa Chery Tiggo 8. E a qualidade dos dois pode surpreender a todos. Qual SUV médio vale mais a compra?

Ford Territory ou Caoa Chery Tiggo 8: qual SUV médio vale mais a compra?

Neste comparativo, usaremos os modelos mais completos. Com preços a partir de R$ 179.990, o Chery Tiggo 8 TXS é o veículo mais caro na gama da fabricante. Enquanto isso, o Ford Territory Titanium (R$ 197.900) é o irmão mais novo do Edge. Dessa forma, os dois estão posicionados em uma faixa de preço bastante concorrida – entre R$ 170 mil e R$ 200 mil.

Foto: Divulgação/Caoa Chery Brasil

Temos aqui duas das obras produzidas recentemente pelo mundo oriental. Muito não sabem, mas a Ford chinesa possui uma gama de veículos bastante diversificada. Escolhido para ser o representante da marca na categoria, o Territory chegou por aqui no ano passado. Além da versão apresentada aqui, ele está sendo vendido ainda na configuração SEL. Ele mede 4.580 mm de comprimento, 1.936 mm de largura e 1.674 mm de altura.

Enquanto isso, a Caoa Chery aposta forte em nosso mercado, com uma linha com quatro SUVs (além do Tiggo 3x que será apresentado em breve). Como foi dito anteriormente, o Tiggo 8 é maior entre eles. Para você ter uma ideia, mede 4.700 mm de comprimento; 1.860 mm de largura; e 1.705 mm de altura.

Foto: Divulgação/Caoa Chery Brasil
Foto: Divulgação/Ford do Brasil

Dois dos principais trunfos de um SUV médio é o seu amplo espaço interno. E os dois vão muito bem neste quesito. A diferença do entre-eixos do Ford Territory e do Caoa Chery Tiggo 8 é de apenas seis milímetros (2.716 mm e 2.710 mm, respectivamente). Pensando no porta-malas, o veículo da montadora norte-americana tem 348 litros. Vale lembrar que por conta da fileira extra, a capacidade do porta-malas do Tiggo 8 diminui (500 litros com cinco lugares e 140 com sete). Porém, o objetivo de ambos é o mesmo: ser uma alternativa ao Jeep Compass, que é o líder do mercado.

Motorização

Sob o capô, o Caoa Chery Tiggo 8 traz um propulsor  1.6L VVT turbo com injeção direta de gasolina é bastante forte. Ele pode produzir 187 cv e torque máximo de 28 kgfm. Com ele, o carro atinge a velocidade máxima de 180 km/h, além de acelerar de 0 a 100 km/h em 9 segundos. Sua transmissão é a automática Wet Clutch de sete velocidades e dupla embreagem.

Já o Ford Territory Titanium traz consigo o motor 1.5 EcoBoost GTDi gasolina. Sua potência é de 150 cv a 5.300 rpm e tem torque de 225 Nm (entre 1.500 e 4.000 rpm). Segundo a fábrica, ele consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 11,8 segundos e sua velocidade máxima é de 180 km/h.

Consumo

Mesmo não oferecendo uma motorização flex, até que os veículos aqui apresentados não bebem muito. Segundo dados do Inmetro, o Chery Tiggo 8 pode fazer 9,8 km/l em trechos urbanos e 12 km/l na rodovia.

Já o Ford Territory pode fazer 9,2 km/l na cidade e 10 km/l na estrada.

Equipamentos de série

Agora, se tem um ponto onde as coisas se igualam novamente é o conteúdo oferecido por ambos. O Ford Territory possui uma farta lista de equipamentos de série e aposta na conectividade. Com o FordPass Connect, o dono do veículo pode conferir algumas informações na tela de seu celular. Além da central multimídia de 10,1 polegadas.

Foto: Divulgação/Ford do Brasil

Ele ainda oferece seis airbags, freios ABS com EBD, ar condicionado digital, 8 alto falantes, acendimento automático de faróis, banco do motorista com ajuste elétrico, faróis em LED, luzes de condução diurna em LED, sistema follow me home, bancos dianteiros com aquecimento e resfriamento, bancos parcialmente em couro, painel de instrumentos digital de 10 polegadas, câmera 360º, carregador de smartphones por indução, piloto automático com Stop and Go, rodas de liga leve de 18 polegadas, sensor de estacionamento dianteiro, sistema de aviso de faixa, sistema de estacionamento automático, sistema de monitoramento de ponto-cego faróis em LED, sensor de estacionamento automática e teto solar panorâmico.

Do mesmo modo, o Chery Tiggo 8 é inovador e tem um toque de veículo premium. Por não ter opcionais, ele oferece um ótimo conteúdo de fábrica, como o sistema multimídia de 10,25 polegadas.

Foto: Divulgação/Caoa Chery Brasil

Dentre os principais itens, podemos destacar: sensor de chuva, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, assistente de partida em rampas, luz diurna DRL,  controle eletrônico de descida, direção elétrica progressiva, ar-condicionado digital dual zone, partida por botão e chave keyless, carregador sem fio para celulares, bancos em couro, ajuste elétrico para o banco do motorista, painel de instrumentos de oito polegadas, teto solar panorâmico, controle de velocidade de cruzeiro, seis airbags, sistema de monitoramento de pressão dos pneus, alarme periférico, câmera 360º e sistema de monitoramento de ponto cego.

Conclusão

Assim sendo, ambos o veículos possuem bons motivos para disputarem espaço no mundo dos SUVs médios. Com espaço para sete passageiros, o Chery Tiggo vence nos detalhes, como o preço e o conjunto mecânico.

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar