Sistema usa câmera montada no para-brisa para detectar iluminações e modular a intensidade da luz

O farol alto só deve ser usado em situações especiais, pois pode prejudicar a visão de outros motoristas e, consequentemente, a segurança no trânsito. Para resolver esse problema, a Ford desenvolveu uma tecnologia que permite iluminar a via sem ofuscar a visibilidade dos condutores que estão vindo em sentido contrário.

Ela usa uma câmera instalada no para-brisa para detectar faróis e lanternas a até 800 metros de distância e modular a intensidade da luz para não prejudicar a visibilidade de motos, carros e até bicicletas. O farol antiofuscamento atua em conjunto com os sistemas de farol alto automático e faróis dinâmicos adaptativos de LED. O ângulo e a intensidade da luz podem ser ajustados em sete configurações baseadas em fatores como luz ambiente, velocidade, distância do veículo da frente e uso do limpador de para-brisa.

“Descobrimos que alguns motoristas ficam tão preocupados em não cegar os demais que nunca usam o farol alto. Essa nova tecnologia tira esse estresse do condutor e também faz uma transição suave para que os seus olhos se adaptem mais rápido às variações de luz”, afirma Michael Koherr, engenheiro de pesquisa de Sistemas de Iluminação da Ford Europa.

O dispositivo foi desenvolvido por um time global de engenheiros da montadora em parceria com fornecedores. Ele foi testado em uma área de simulação desenvolvida especialmente para avaliações e em rodagem noturna em diferentes países. O farol antiofuscamento vai estar disponível em vários modelos da marca, incluindo versões do Edge, S-MAX e Galaxy.