Tags

Serviços

Dicas para economizar combustível

Créditos: Fotos: Sxc.hu
18 maio, 2015
Maria Beatriz Vaccari

Para gastar menos etanol e gasolina, o motorista deve mudar hábitos; uso de aplicativos também ajuda

Os altos preços cobrados pelos combustíveis têm sido um fator importante na vida, ou melhor, na conta bancária dos motoristas brasileiros – pelo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o valor médio do etanol é de R$ 2,147 e o da gasolina, R$ 3,291. Mas, como é impossível rodar de carro ou moto sem abastecê-los, o ideal é tomar cuidado para que os gastos nos postos não estourem o orçamento e mudar alguns hábitos no momento da condução para diminuir o consumo.

Gilberto Pose, coordenador técnico de Combustíveis da Raízen, licenciada da Shell no Brasil, diz que o condutor precisa saber a hora certa de andar com os vidros abertos ou com o ar-condicionado ligado. No caso do ar, ele explica que o equipamento só deve ser usado se a temperatura estiver muito alta, pois consome bastante combustível.

“Em dias de clima ameno, deixar o vento de fora refrescar o interior do carro é mais vantajoso. Entretanto, se o veículo estiver a mais de 80 km/h, a abertura dos vidros começa a atrapalhar o desempenho e, consequentemente, o consumo aumenta”, afirma. Além disso, Pose diz que a calibragem correta dos pneus (“Deve ser feita, no máximo, a cada 15 dias, e respeitando as recomendações contidas no Manual do Proprietário”) e o seu alinhamento têm total influência na diminuição dos gastos com combustível.

Os hábitos do motorista também podem ajudar a economizar etanol, gasolina e diesel. Prolongar demais a troca da marcha e acelerar bruscamente, por exemplo, são fatores que queimam mais combustível do que o normal. O coordenador técnico da Raízen informa que deixar o veículo em ponto morto também não é recomendado. “O ideal é mantê-lo sempre engatado”, garante.

Outro item que pode alterar o níveis de consumo é o peso do automóvel, por isso, a sugestão é que o motorista confira sempre o que carrega em seu interior e no porta-malas e evite transportar coisas pesadas se não for realmente necessário.

Na tela do celular

Os smartphones atuais já contam com diversos aplicativos que ajudam o motorista a economizar combustível. Com eles o usuário consegue controlar e programar manutenções importantes, checar valores em diferentes postos, optar sempre pelo caminho mais curto e conferir se compensa mais abastecer com etanol ou gasolina.

Uma boa opção é o Gazo, que está disponível para iOS e Android. O app utiliza o sistema de localização dos celulares para encontrar os postos mais próximos e ainda checar o valor cobrado em cada um deles, para escolher a mais vantajoso.

O famoso Waze também pode ser um aliado na hora de economizar, já que fornece o caminho mais rápido, fazendo com que o motorista não fique parado no trânsito e, com isso, gastando combustível sem nem mesmo se locomover. Ele está disponível para os sistemas iOS, Android e Windows Phone.

Já o Carango organiza informações de atividades rotineiras como troca de óleo e calibragem de pneus e outras mais específicas, caso do rendimento do combustível. O aplicativo está disponível apenas para smartphones Android.

O Gasolina ou Álcool, Chefia? é uma calculadora inteligente que indica se é mais vantajoso abastecer com etanol ou gasolina. Assim que o motorista digita o valor atual, o app fornece um resultado informando qual é a melhor opção para poupar dinheiro. Ele funciona com iOS e Android.

LEIA MAIS: Álcool ou gasolina? Matemática ajuda a escolher o mais barato

Tipos de combustíveis

Para Pose, a escolha do combustível deve ser analisada caso a caso. “Economia é uma questão complexa. Envolve os hábitos do motorista, o tipo de utilização do veículo (lazer, trabalho ou transporte) e também a disponibilidade dos combustíveis”, explica.

Escolha
Escolha do combustível interfere na economia

Ainda segundo o especialista, a gasolina dura cerca de 30% a mais do que o etanol. “Isso acontece porque ela é um combustível fóssil, mineral, derivado do petróleo, enquanto o etanol é de origem orgânica. A gasolina possui em média de 8 a 12 carbonos, contra 2 do etanol, então sua molécula possui mais átomos de hidrogênio ligados ao carbono, o que confere maior poder calorífico ao combustível mineral.”

Já a gasolina aditivada é recomendada para todos os tipos de carros e motos. “Ela contém um composto detergente e dispersante que remove os resíduos de combustão presentes no sistema de alimentação de combustível e previne a formação de novos depósitos, mantendo válvulas de admissão e bicos injetores limpos e funcionais ao longo do tempo” finaliza o coordenador técnico da Raízen.

LEIA MAIS: Conheça os diferentes tipos de combustíveis

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.