Conheça as vantagens das scooters elétricas e veja opções do mercado

Shineray é uma das marcas pioneiras no Brasil em scooters elétricas. (Foto: Shineray SE2)
publicidade

De acordo com pesquisa da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as motos elétricas vêm conquistando espaço no mercado. Segundo dados da instituição, hoje já se vendem mais motos e scooters elétricas por ano do que a tradicional Harley Davidson. 

Tendência no mundo, sua  mobilidade e versatilidade, junto à autonomia e à sustentabilidade, vem atraindo um grande número de brasileiros. Existem razões objetivas para isso. Veja a seguir.

publicidade
Scooter elétrica, saiba o problema da homologação
Scooter elétrica(Foto: Pixabay)

5 razões para a compra de uma scooter elétrica

  1. Praticidade: diferentemente dos carros, as baterias das motos podem ser carregadas em qualquer tomada e em qualquer lugar, por serem portáteis e fáceis de transportar;
  2. Economia: com o aumento do preço de combustível, financeiramente acaba sendo mais econômico utilizar veículos movidos a bateria, visto que alguns modelos gastam menos de R$ 1,00 por uma recarga que garante autonomia de 30km. Alguns modelos de moto a combustão fazem de 22 a 24,5 km por litro de gasolina, que em algumas localidades chega a custar R$ 8,00.
  3. Baixo custo de manutenção: Como não há troca de óleos, filtros, a scooter elétrica tem menos peças que demandem trocas periódicas.
  4. Consciência ambiental: devido às emergências climáticas, as pessoas vêm mudando seu conceito pessoal em relação aos motores a combustão. A preocupação com o meio ambiente é uma realidade crescente no Brasil e no mundo todo.
  5. Dispensa de CNH categoria A: as scooters elétricas podem ser emplacadas normalmente, mas não exigem que o piloto porte a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com a permissão específica para pilotar motocicletas. Basta uma Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC), que pode ser obtida mais facilmente por quem já é habilitado nas categorias B,C,D ou E.
Ilustrativa

Conheça algumas opções disponíveis no mercado

As scooters elétricas possuem um motor elétrico no lugar do motor a combustão interna. As baterias tomam o lugar dos tanques. Existem no mercado diversos modelos. Os principais pontos a se avaliar em uma scooter elétrica antes de fazer a escolha é a potência do motor elétrico, que é medido em watts, e a capacidade de autonomia.

publicidade

VEJA TAMBÉM

Veja a seguir alguns modelos que estão à venda no País.

publicidade

Elemovi HR5

(Fotos: Divulgação)

A Elemovi, empresa especializada na produção e na comercialização de veículos elétricos, possui diversos modelos que vão desde bikes, scooters e triciclos. A Scooter HR5 possui 2.000 W de potência e atinge a velocidade máxima de 60 km/h. A bateria de lítio de 20Ah permite uma autonomia de até 60km.

Leve, a scooter pesa 73 kg e tem capacidade de carga de até 150kg. Roda de liga leve, freios a disco e painel de instrumentos interativo são alguns dos equipamentos do modelo. Custa R$ 14.550.

publicidade

Shineray SE2

Voltz EV1-Sport

A Shineray SE2 também alcança velocidade de 60 km/h, sendo alimentada por uma bateria de lítio, com autonomia de 60 km. 

Pensando 84 kg, a scooter tem motor da Bosch de 2.300 W. A Shineray SE2 tem freios a disco ventilados e painel digital num pequeno display, além de um bagageiro minúsculo sob o banco duplo. Custa R$ 13.490.

publicidade

Voltz EV1-Sport

Voltz EV1-Sport

A scooter elétrica Voltz EV1-Sport é a proposta mais urbana e versátil da marca brasileira. Seus diferenciais são o design moderno, com luzes diurnas de LED e guias de LED na traseira, além de farol e lanterna de diodos.

O modelo atinge a velocidade máxima de 75 km/h e tem autonomia de até 100 km. Há a opção de se usar uma segunda célula de energia, o que eleva o alcance para 180 km. A recarga é feita em 5 horas. Tem preço a partir de R$ 14.990.

publicidade

Bull Eko City

Bull Eko City

Com estilo inspirado na clássica italiana Vespa, chama atenção pelo farol de LED triangular. Tem rodas de liga leve aro 10”, com freio a disco na dianteira. O motor elétrico tem 1.200 W, que permite velocidade final de 45 km/h. Seu preço é de R$ 11.499.

Super Soco CUX

Super Soco CUX
publicidade

A Super Soco CUX  tem motor de 1.200 W e atinge velocidade final de 65 km/h. Sua autonomia é de 70 km. Com bateria removível, a recarga é completada em apenas quatro horas.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

A scooter elétrica tem como diferenciais porta-trecos no escudo frontal, para o smartphone e outros pequenos objetos e entrada USB para carregamento do celular. Custa 24.900.

GWS K2000V

GWS K2000V
publicidade

Outro modelo inspirado na Lambretta, a GWS K2000V é o modelo de entrada da marca brasileira GWS. Tem motor de 2.000 W e alcança velocidade máxima de 70 km/h. Sua autonomia é de 70 km. A bateria de lítio é recarregada totalmente em logas 9 horas, um ponto negativo. A scooter tem capacidade máxima de transporte de 200 kg. Seu preço: R$ 12.300.

Scooter elétrica pode circular em rodovia? Confira regras!
Scooters elétricas (Imagem / Reprodução / Internet)

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Paulo Silveira
Paulo SilveiraJornalista com 20 anos de experiência profissional como repórter nas principais redações de jornais do Brasil, como Gazeta Mercantil, Folha SP, Estadão e Jornal do Brasil e em cargos de coordenação, edição e direção. Formado em Jornalismo pela Caśper Líbero.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar