Saiba como a tecnologia pode ajudar a determinar o preço de um seminovo

Na hora de determinar o preço de um veículo seminovo, é comum que surjam dúvidas. Perguntas como: por quanto vender um carro, o que levar em consideração na hora de definir valores e se a tabela FIPE é mesmo a melhor maneira de avaliar um seminovo são frequentes para quem pretende vender um automóvel. Isso tudo faz parte de uma tarefa que pode ser trabalhosa e gerar inúmeras dúvidas.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Como precificar um seminovo

No caso da tabela FIPE, por exemplo, ela não considera quilometragem, estado de conservação e opcionais do carro. Para precificar de forma justa, é preciso levar em conta fatores como oferta de mercado e procura por modelo, e nisso a tecnologia e a inteligência artificial podem ajudar.

A Volanty, autotech que atua no Rio de Janeiro e em São Paulo, está fazendo um trabalho, por meio da tecnologia, de coletar informações sobre os modelos ofertados no mercado. Depois, com um sistema de análise que conta com gestão de estoque, baseado em inteligência artificial e levando mais de 600 fatores em consideração, verifica a demanda de cada um, além de possíveis reparos que podem ser feitos no automóvel, ajudando a determinar um preço justo para a compra do veículo.

LEIA MAIS: Ford mostra tecnologias de seus veículos em série de vídeos
Carros autônomos: Volvo fecha parceria para desenvolver novas tecnologias

Segundo Guilherme Martins, CTO da Volanty, os dados e a tecnologia são aliados muito valiosos para desmistificar algo que ainda é tão burocrático no Brasil: a precificação de seminovos. “O uso de inteligência artificial ajuda a diminuir algo que é recorrente no mercado, a discrepância de valores por opinião pessoal que podem surgir na hora de vender.”

Além disso, outra vantagem desse tipo de avaliação é que, na startup, o veículo seminovo passa por uma inspeção de um profissional especializado, que considera mais de 150 itens, permitindo oferecer um preço transparente e justo para quem deseja vender.

30 carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

Se antes do início de 2020 as previsões eram otimistas, o cenário real do mercado automotivo não é dos melhores. A pandemia da covid-19 derrubou as vendas e chegou até a paralisar a produção das fabricantes. Mesmo assim, o Chevrolet Onix encerrou mais um semestre na ponta da tabela. E sua vantagem é tão grande que será difícil algum veículo superá-lo até o final deste ano.

Na galeria, confira quais foram os 30 modelos mais vendidos no primeiro semestre de 2020. Os dados são da Fenabrave.

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar