Como evitar roubos e furtos no trânsito

Serviços 8 de janeiro de 2016 Maria Beatriz Vaccari 1

O motorista deve ficar sempre alerta e investir em acessórios de segurança para impedir a ação de bandidos

Assaltos e furtos de carros e motos já se tornaram situações corriqueiras no Brasil. De janeiro a novembro de 2015, 18.575 veículos foram roubados na região da Grande São Paulo. Os dados são da Secretaria Pública do Estado. Em 2014, segundo um levantamento realizado pela Confederação Nacional das Seguradoras, 516 mil casos de roubos de automóveis foram registrados no País, crescimento de 10% em relação ao ano anterior.

Apesar dos altos índices, o motorista pode adotar alguns cuidados para evitar a ação dos criminosos e não ser mais um número nas estatísticas, mas de forma que nunca coloque a sua integridade em risco. Na hora do crime, a melhor opção é tentar manter a calma, não reagir e indicar todos os movimentos para que os bandidos não se assustem e acabem fazendo alguma bobagem.

Postura no trânsito

De acordo com a Polícia Militar, é fundamental ficar sempre alerta, especialmente à aproximação de estranhos, mesmo que não pareçam suspeitos e, ao parar em semáforos, por exemplo, fechar os vidros, travar as portas e deixar a primeira marcha engatada, para o caso de precisar arrancar rapidamente.

Além disso, o ideal é não usar jóias e relógios chamativos – se isso não for possível, recomenda-se que motorista e os passageiros não coloquem os braços para fora do veículo -, variar sempre o caminho, pois os ladrões ficam ligados na rota e nos horários, e não deixar expostos quaisquer objetos que estiver transportando (o melhor a fazer é colocá-los no porta-malas).

Na hora de parar

Também é preciso ter alguns cuidados na hora de estacionar. Segundo a PM, o motorista deve buscar lugares iluminados e bem movimentados para parar seu carro. Ao descer, vale certificar-se de que as portas estão trancadas e todos os vidros fechados.

Foto: Stéphane Vandenwyngaert/Free Images
| Foto: Stéphane Vandenwyngaert/Free Images
Objetos de valor nunca devem ficar visíveis no interior dos veículos 

Ao chegar em casa, a sugestão é olhar bem a rua antes de abrir o portão e entrar na garagem. Se perceber alguma movimentação suspeita, o motorista pode continuar rodando com o carro e ligar para a polícia, para que ela cheque a situação e garanta a segurança.

Mas, atenção: nada de falar ao celular enquanto dirige. A ação causa distração – e, junto com o nervosismo do momento, é a receita perfeita para acidentes -, rende multa de R$ 85,13, bem como a perda de quatro pontos na carteira nacional de habilitação.

Outra recomendação é, se ouvir barulhos estranhos no veículo, não parar em lugares desertos para checar. O certo é procurar um posto de gasolina ou policial mais próximo.

Acessórios de segurança

Na busca por mais segurança no trânsito, também vale a pena investir nos acessórios. No caso das motos, as travas e as correntes dificultam o roubo. Para os carros, as opções são os alarmes sonoros. Eles intimidam a ação dos bandidos, pois chamam a atenção de quem está passando por perto.

O bloqueador é outra arma interessante. Assim que o alarme é disparado, ele trava a ignição ou a bomba de combustível do veículo. Normalmente, o item é instalado junto com rastreadores e localizadores.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *