Tags

Álbum

Combate à covid-19: Audi adota medidas especiais e pretende retomar ritmo ainda em 2020

11 maio, 2020
Maria Beatriz Vaccari

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou que abril de 2020 foi o pior mês da história da indústria automobilística no Brasil. Por conta da pandemia da covid-19, a produção mensal de veículos apresentou queda de 99% em relação a março. O número de emplacamentos também foi impactado e caiu mais de 76% no último mês.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Com tantas mudanças no mercado, as fabricantes de automóveis começaram a adotar estratégias para contornar os desafios causados pela pandemia e pela necessidade de isolamento social. O Garagem 360 conversou com Cláudio Rawicz, diretor de comunicação da Audi, para saber mais sobre o posicionamento e os planos da marca para o novo cenário brasileiro.

Combate à covid-19
Com a pandemia se estendendo por mais alguns meses, qual é a perspectiva para o mercado?

A indústria automobilística como um todo sofreu um impacto muito forte nas vendas nos últimos dois meses. Com a Audi, não foi diferente. No momento, é muito difícil prever quando a situação vai normalizar, porque ainda temos um cenário de distanciamento social e recomendações de quarentena dos órgãos oficiais. Contudo, esperamos um retorno gradual nos próximos meses, de modo que ainda no segundo semestre e em todo 2021 tenhamos um ritmo normal.

Quais medidas estão sendo tomadas para contornar essa situação?

A Audi do Brasil iniciou ainda em março uma série de medidas para seguir as recomendações dos órgãos oficiais. Desde então, o trabalho remoto tem sido adotado e, nas concessionárias, com exceção às cidades nas quais as medidas de isolamento social foram flexibilizadas, somente serviços essenciais seguem em funcionamento presencial, como as oficinas. As vendas continuam de forma remota e as concessionárias estão oferecendo alguns benefícios para proprietários com mais de 60 anos evitarem o deslocamento, como o programa Audi Service Até Você.

Recentemente, a Audi lançou o e-tron no mercado brasileiro. A montadora cogitou adiar o lançamento? Como o atual isolamento social pode impactar os próximos lançamentos da marca? 

A Audi estudou todas as possibilidades, sempre considerando a saúde de todos os envolvidos e o compromisso da marca em entregar o Audi e-tron para todos os clientes que compraram o veículo durante o período de pré-venda. O planejamento inicial previa um evento, mas a situação nos fez mudar os planos. No fim, adiamos apenas cerca de 15 dias do inicialmente planejado. Fizemos o lançamento oficial por streaming e seguimos à risca todas as recomendações oficiais em relação à segurança dos participantes. Os próximos lançamentos, a princípio, permanecem confirmados para o Brasil.

A pandemia pode impactar o desenvolvimento de tecnologias futuras, como a de carros autônomos e as pesquisas de combustíveis alternativos? 

Sim, é bastante possível. A interação entre os humanos e o meio ambiente deverá sofrer mudanças severas nos próximos meses e, neste sentido, a pandemia intensifica a necessidade de pesquisas constantes na busca por novas tecnologias. A Audi acredita que o futuro da mobilidade será sustentável e já se movimenta neste sentido com o lançamento do primeiro veículo 100% elétrico da marca, em abril. Vale lembrar que a empresa tem um compromisso de se tornar neutra em carbono até 2050 e, para isso, já anunciou o lançamento de 30 novos veículos eletrificados até 2025. Além disso, desde o ano passado, introduzimos no mercado brasileiro modelos com tecnologias semiautônomas, com a chegada dos novos A6, A7 e Q8.

Como está sendo feito o trabalho para atender as necessidades dos clientes em meio à pandemia, como assistência, revisões e garantias dos veículos? 

Várias ações foram tomadas neste sentido. A Audi anunciou, globalmente, que fará a extensão do prazo de garantia por mais três meses dos veículos cujo término ocorreria entre 1º de março de 2020 a 31 de maio de 2020. A ação foi motivada pelos desdobramentos da situação causada pela covid-19, pois alguns clientes podem ter deixado de ir até a concessionária para realizar algum reparo dentro do período de garantia. A extensão começa a valer a partir da data de encerramento da garantia do veículo, desde que ela tenha ocorrido dentro do período mencionado acima. Um carro que teve sua garantia expirada em 27 de abril, por exemplo, terá seu período estendido até 27 de julho. Para os proprietários acima de 60 anos de idade, a empresa iniciou na última quinta-feira (7/5), o Audi Service Até Você, campanha que tem o objetivo de facilitar a realização de serviços de manutenção sem a necessidade de deslocamento ou contato presencial durante o atendimento. A ação será válida até 31 de julho em toda a rede de concessionárias Audi.

LEIA MAIS: Combate à covid-19: Hyundai reforça importância do distanciamento e estende prazos aos clientes
VW Gol 40 anos: relembre a evolução do carro que liderou o mercado por quase duas décadas

Na galeria, veja fotos do Audi e-tron, lançado no Brasil em abril.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.