Carros mais econômicos com motor flex em 2021

O Chevrolet Onix Plus lidera o ranking dos carros mais econômicos com motor flex em 2021 (Foto: Divulgação/Chevrolet)

Um dos principais problemas dos brasileiros são os altos preços do combustível e as formas de economizar o mesmo. O consumo dos veículos também é um dos quesitos mais importantes para quem procura um veículo novo. Na maioria das vezes, os carros flex (principalmente os 1.0) levam vantagem por poder ser abastecido com gasolina e etanol. Pensando nisso, o Garagem360 traz para você uma lista com os carros mais econômicos com motor flex que estão a venda atualmente.

Carros mais econômicos com motor flex em 2021

Todo ano, o Inmetro divulga um relatório do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), que traz os dados de consumo de todos os veículos do Brasil. Além disso, eles fazem o controle de emissão de poluentes e o consumo energético dos mesmos. Usamos esse último critério para definir a ordem dos carros mais econômicos do Brasil.

Chevrolet Onix Plus LT 1.0 (1,34 Mj/km)

Foto: Divulgação/Chevrolet

Abrimos a lista com o sedã mais econômico do Brasil. Lançado em 2019, o Chevrolet Onix sedã oferece um ótimo espaço interno, um porta-malas grande e preços justos. A versão LT usa o motor 1.0 aspirado e está custando R$69.060. Ele tem 82 cv de potência e 10,6 kgfm de torque. Segundo dados do órgão, ele faz 14,3 km/l (gasolina) e 10,1 km/l (etanol) na cidade e 17,7 km/l (gasolina) e 12,5 km/l (etanol) na estrada.

Toyota Corolla Altis Hybrid (1,38 Mj/km)

Foto: Divulgação/Toyota

Você deve está pensando: o que o Corolla híbrido está fazendo na lista dos carros mais econômicos com motor flex? O Toyota Corolla Altis Hybrid é o primeiro veículo do País que tem um propulsor bicombustível (o 1.8L VVTi 16v DOHC Flex) e ainda usa um sistema elétrico. Lançado em 2020, eles podem produzir uma potência máxima de 122 cv.

Os números de consumos são muitos bons. Com gasolina, o modelo faz 14,5  km/l na estrada e 16,3 km/l na cidade. Agora, com etanol, o consumo é de 10,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada.

Renault Kwid (1,39 Mj/km)

Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / Divulgação/ Renault

Na terceira posição Renault Kwid. Além de ser um dos carros mais baratos do Brasil, ele também é um dos que menos obrigam seus donos a fazer paradas frequentes no posto de gasolina. Custando a partir de R$ 44.390 (Kwid Life), o compacto usa o motor 1.0 12 SCe. Segundo o Inmetro, ele pode fazer 14,9 (gasolina) e 10,3 km/l (etanol) na cidade. Já nos trechos de estrada, ele faz 15,6 km/l (gasolina) e 10,8 km/l (etanol).

Chevrolet Onix 1.0 (1,40 Mj/km)

Foto: Divulgação/Chevrolet

Se o Onix Plus lidera o ranking dos carros mais econômicos do Brasil, a versão hatch aparece na quarta posição. Ele possui um consumo energético de 1,40. Com o mesmo motor 1.0 aspirado usado pelo irmão de três volumes, o carro faz: 13,9 km/l (gasolina) e 9,9 km/l (etanol) na cidade; 16,7 km/l (gasolina) e 11,7 km/l (etanol) na estrada. Seus preços estão a partir de R$ 63.430 na versão LS e R$ 65.530 na versão LT.

Fiat Mobi 1.0 (1,43 Mj/km)

Foto: Divulgação/Fiat

Fechando a lista, o Fiat Mobi que além de ser o mais econômico, é o mais barato de toda a gama de veículos que a marca italiana oferece atualmente. Para se ter uma ideia, a versão Easy está custando a partir de R$ 42.990. Com um propulsor Fire 1.0 EVO 8v Flex, ele pode fazer 13,5 km/l (gasolina) e 9,2 km/l (etanol) na cidade e 15,2 km/l (gasolina) e 10,2 km/l (etanol) na estrada. Ou seja, um consumo energético de 1,43 mj/km.

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar