BYD Mini Dolphin chega antes do que você imagina e preço já é especulado

O BYD Mini Dolphin finalmente está chegando ao Brasil. Posicionado abaixo do Dolphin, o irmão mais novo do sucesso de vendas Dolphin, o compacto chega ainda em fevereiro, contrariando as previsões de que só chegaria em março

Veja o que já sabemos sobre o lançamento, preço, entre outras informações. 

Mini Dolphin chega no fim de fevereiro - Foto: Divulgação
BYD Mini Dolphin chega no fim de fevereiro – Foto: Divulgação

 

Quando chega o BYD Mini Dolphin?

A greentech chinesa anunciou o lançamento do modelo para o dia 26 de fevereiro,. Inicialmente, a BYD trará 2 mil unidades do compacto importadas da China. 

Segundo apurou o site de notícias Uol, o Mini Dolphin deve chegar com valores entre R$ 105 a R$ 109 mil.

A ideia da fabricante era de trazer o carro por menos de R$ 100 mil, já que na China seu preço é de 78.800 yuans — algo em torno de R$ 54 mil na conversão direta. No entanto, a volta da tributação de elétricos em 2024 impediu os planos. 

Ainda assim é um preço atraente, que possivelmente o fará o carro elétrico mais vendido do Brasil. Posto atualmente do Chery iCar, vendido a R$ 119.990. 

Com este preço agressivo, a BYD quer repetir o sucesso do Dolphin, que chegou em junho do ano passado e já se consolidou como o elétrico mais vendido com 6.812 unidades em pouco mais de seis meses de mercado. 

O Mini Dolphin será um dos focos da empresa para sua fábrica em Camaçari (BA), cuja produção deve começar ainda este ano. Além dele, o Dolphin e o SUV Yuan Plus também serão produzidos em solo nacional. 

Veja outros carros que a BYD vai trazer para o Brasil este ano.

O Mini Dolphin

O Mini Dolphin é o Seagull chinês. Lá ele é vendido nas versões EV300 ou EV400. A diferença mais marcante entre as duas é a capacidade de bateria: com capacidade de 30 kWh na primeira e 38,8 kWh na segunda. 

BYD Seagull (Mini Dolphin) - Foto: Divulgação
BYD Seagull (Mini Dolphin) – Foto: Divulgação

 

A autonomia das duas varia entre 300 km e 400 km, de acordo com o ciclo chinês de medição. De acordo com a marca, o motor elétrico entrega 55 kW (75 cv) de potência e 13,7 kgfm de torque. O mesmo que entrega o Fiat Argo 1.0. 

Quanto ao tamanho, é ligeiramente maior que o Renault Kwid e Fiat Mobi. O Mini Dolphin mede 3,78 metros de comprimento, 1,71 metros de largura e 1,54 metros de altura. 

Quanto aos itens de série, destacam-se o controle de cruzeiro adaptativo, 4 ou 6 airbags, assistente de permanência em faixa, assistência de rampa, frenagem automática de emergência, entre outros que não são encontrados em modelos na sua faixa de preço no Brasil. 

Agora vamos esperar se as vendas vão surpreender tanto quanto as do Dolphin.

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar