Tags

Notícias

Andamos: Renault Duster 2021 evolui sem perder a essência

Créditos: Foto: Leo Alves/Garagem360

Renovado, o novo Renault Duster 2021 agradou neste primeiro contato. As mudanças visuais deixaram o modelo mais atraente, porém reconhecível. O desenho evoluiu, mas manteve o conceito do modelo anterior. Após conhecer as novidades do SUV, o Garagem360 andou por quase uma hora no veículo. E ele deixou boas impressões após a rodagem.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Renault Duster 2021: ao volante

O trajeto do test drive foi feito em pistas expressas de Foz do Iguaçu (PR), um trajeto com obstáculos off-road e algumas estradinhas de terra repletas de buracos. Dessa forma, foi possível conhecer na prática o trabalho da suspensão do novo Duster. E ela agradou, sem bater batente nos cenários fora-de-estrada e sendo macia e confortável na cidade, mas sem ser molenga. Com 23,7 cm de vão livre, há altura suficiente para encarar buracos ou superar lombadas e valetas sem dificuldades.

Agora com assistência totalmente elétrica, a direção é leve e precisa. O novo volante tem boa pegada e toda a posição de dirigir mostrou-se acertada e agradável. Os bancos dianteiros são confortáveis e acomodam bem o corpo, e o espaço de toda a cabine é amplo.

Com 120 cv, o motor 1.6 entrega desempenho dentro da média do segmento. O câmbio CVT casa bem com o propulsor, oferecendo a opção de trocas manuais na alavanca. Por enquanto só haverá este motor disponível no Duster. A versão com tração nas quatro rodas também deixa de ser oferecida, ao menos neste primeiro momento.

Novos equipamentos

Assim como aconteceu com o exterior, o interior foi todo reformulado. Houve também o acréscimo de alguns itens. A central multimídia é nova, sendo a mesma que equipa o Clio europeu. Um sistema de quatro câmeras foi adicionado na versão mais cara do Duster, o que permite ao condutor ter visão da dianteira, traseira e laterais.

LEIA MAIS: Renault apresenta novo Duster: preços começam em R$ 71.790

Porsche, Ferrari e mais: saiba quanto custa dirigir essas máquinas por um dia

Porém, embora tenha recebido reforços na estrutura e os controles de tração e estabilidade em todas as versões, faltou ter mais airbags na cabine. Todos os modelos contam apenas com as bolsas frontais, obrigatórias por lei. Outro item que poderia ter sido aposentado é o tanquinho de partida a frio, que segue presente no veículo.

Mas apesar desses detalhes, a primeira impressão que o novo Duster deixa é positiva. Ele segue transmitindo robustez e sendo o mesmo carro na essência, mas evoluiu em pontos importantes. Além disso, a Renault manteve os valores do modelo anterior, o que melhora o custo-benefício do carro.

 

 

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.