Alerta: estudo mostra que carros atuais podem ser hackeados

DestaquesNotícias 21 de fevereiro de 2017 Leo Alves 0

Com a evolução dos celulares, que se tornaram smartphones na última década, a sociedade passou a ficar mais conectada. Por isso era natural que com o passar dos anos o mercado automobilístico também entrasse na era da informação. Hoje, até mesmo os carros populares possuem alguma conectividade, principalmente por meio das centrais multimídia.

Porém, toda essa tecnologia acabou despertando uma desconfiança. Se até computadores podem ser hackeados, havia o receio que automóveis também fossem. Em 2015, uma dupla controlar um Jeep Cherokee à distância, por um laptop, mesmo estando há mais de 10 km do carro. Eles conseguiram mexer no volante, controle de ar-condicionado, portas e até no freio.

Leia mais: Confira os carros elétricos que já rodam por aí

Carros autônomos são testados por montadoras e empresas de tecnologia

Nissan anuncia primeiros testes de carros autônomos na Inglaterra

Esse teste mostrou a vulnerabilidade do sistema, que fez com que a montadora chamasse diversos veículos para um recall. Apesar disso, um estudo feito pela Kapersky, empresa especializada em criar softwares de segurança para a internet, aponta que por mais que essa ameaça exista, os riscos ainda são baixos, mas podem aumentar no futuro.

Sendo a empresa de tecnologia, a falta de experiência do setor automobilístico é um dos fatores que dificultam o desenvolvimento de tecnologias de segurança, mas que já existem companhias tecnológicas colaborando para esses estudos. A expectativa é que nos próximos anos os carros já saiam mais protegidos das linhas de montagem, o que diminuirá as chances de algum ataque.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *