Aceleramos mais de 2 mil cv no AMG Performance Tour 2019

Notícias 2 de dezembro de 2019 Leo Alves 0

Na última sexta=feira (29), a equipe do Garagem360 esteve no AMG Performance Tour, evento da marca alemã que permite uma imersão no universo da preparadora oficial da Mercedes-Benz. Durante o dia, no autódromo da Fazenda Capuava, cinco modelos foram disponibilizados para uma volta rápida: AMG A 35, AMG C 43 Coupé Sport, AMG CLS 53, AMG E 53 4M e AMG GT 63 S 4M, que resultam em uma potência somada de 2.205 cv.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

AMG Performance Tour: as máquinas

Balaclava e capacete vestidos, era a hora de acelerar os carros. Cada jornalista podia dar uma volta em cada modelo, recolhendo aos boxes antes da linha de chegada da pista. E tudo era muito rápido. Saiu de um carro, entra em outro. Dessa forma, foi possível sentir as diferenças de cada um dos esportivos. Menos potente da turma, com 306 cv, o AMG A 35 foi o primeiro. Versão apimentada do Classe A, ele se mostrou um dos mais legais ao volante. Sua dinâmica em curvas chega até a lembrar a de um kart. Sua resposta é afiada e imediata, arrancando sorrisos dos pilotos.

Após ele, foi a vez de sentar a bordo do AMG CLS 53. Grande, o cupê de quatro portas é um leão em retas com seus 435 cv. Mesmo sendo pesado, ele faz curvas de modo exemplar e seu motor 3,0L de seis cilindros em linha tem um ronco encorpado e instigante.

LEIA MAIS: Opinião: vitória no GP de Abu Dhabi encerra ano dominador de Lewis Hamilton

Saiba qual carro fazia sucesso no ano em que você nasceu

Porém, nenhum carro foi tão brutal quanto o AMG GT 63 S. Versão de quatro portas do AMG GT (o Safety Car da Fórmula 1), o supercarro tem um V8 4,0l que urra como o deus do trovão. Cada troca de marcha resulta em um tranco no corpo dos ocupantes. Como a pista da Capuava é curva, o melhor é não se empolgar no acelerador. Grandes potências — ele tem 639 cv — exigem grandes responsabilidades, então o mais prudente foi rodar com o grandalhão na ponta dos dedos das mãos e dos pés.

Passada a adrenalina do supercarro, foi a hora de rodar no confortável e luxuoso AMG E 53 4M. E a versão apimentada do Classe E, embora priorize o conforto, também sabe se comportar em um autódromo, mas é um pouco pesado e grande para andar rápido. Por último, foi a vez de conhecer o AMG C 43 Coupé Sport. Equipado com um V6 3,0L de 390 cv, ele foi um dos carros mais divertidos do evento, contornando as curvas com apetite. O ronco do motor, principalmente nas reduções de marcha, tornava a experiência ainda mais divertida.

Só faltou o AMG GT C Roadster para completar a brincadeira, mas o modelo, embora presente, não foi disponibilizado para a volta rápida.

Atrações

Os carros eram, sem dúvida, as grandes estrelas do evento. Porém, existiam outros atrativos para os clientes da marca — que puderam conhecer o local durante o final de semana. Havia uma barbearia, um espaço para massagem e estande com roupas da Mercedes. Houve também um pequeno workshop da AMG no local. A explicação dos técnicos serviu para mostrar as diferenças de um modelo assinado pela divisão esportiva.

Na galeria a seguir, veja os carros que marcaram presença no evento. Embora não estivesse disponível para andar, o AMG GLC 63 4Matic+ estava em exibição. Último lançamento da Mercedes-AMG no Brasil, ele usa um V8 de 4,0l sob o capô, desenvolvendo 476 cv. Seu preço sugerido é de R$ 549.900.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *