5 dicas que podem salvar a vida de qualquer motociclista na estrada

Fevereiro é marcado pelo carnaval, chuvas intensas e mais pedestres nas ruas. Tudo isso (e mais um pouco) vai exigir mais atenção dos motociclistas. Razão pela qual o CONTRAM (Conselho Nacional de Trânsito) realizou uma campanha de conscientização com dicas que podem salvar a vida de qualquer motociclista na estrada.

Veja 5 dicas que podem salvar a vida de qualquer motociclista na estrada - Foto: Freepik
Veja 5 dicas que podem salvar a vida de qualquer motociclista na estrada – Foto: Freepik

 

5 dicas que podem salvar a vida de qualquer motociclista na estrada 

A Zapay, fintech especializada em facilitar a vida dos proprietários de veículos, também contribui e traz 5 dicas para pilotar com mais segurança. Acompanhe!

1 – Equipamentos de proteção

Começa pelo capacete, item obrigatório e essencial na proteção dos motociclistas. Além dele, é importante levar em consideração outros equipamentos para prevenção de lesões em caso de acidente. 

Jaqueta – dê preferência para os modelos de couro e tecidos de alta resistência à abrasão. 

Calças – sempre necessário para evitar lesões.Dê preferência aos modelos mais resistentes e com proteção acolchoada.

Luvas – protege o motociclista contra o frio e chuva e também ajudam a melhorar a aderência ao guidão. Opte pelos modelos específicos para motociclistas e com reforço nas articulações. 

Calçados fechados – o ideal são as botas para motociclistas, mas se não houver, evite pilotar de sandálias.

Além deles, outros equipamentos também são importantes, como antena para evitar linhas com cerol, protetor de coluna e protetores de mão.

2 – Viseira

Segundo a Zapay, a viseira do capacete ou óculos de proteção são essenciais para proteger os olhos de ventos, poeira, impactos e chuvas. 

A viseira precisa estar sempre abaixada não só para evitar danos, mas também para evitar multa de R$ 130,16 (infração média). 

Viseira sempre abaixada para evitar lesões e multa - Foto: Freepik
Viseira sempre abaixada para evitar lesões e multa – Foto: Freepik

 

3 – Atenção nos pneus

A manutenção dos pneus é essencial, portanto verifique regularmente a condição e a pressão dos pneus para manter a estabilidade da moto. 

Pneus “carecas” aumentam significativamente o risco de derrapagens, principalmente em estradas molhadas.

4 – Cuidado com o ponto cego

O ponto cego é uma área não coberta pelos espelhos retrovisores dos automóveis, “tapando” a visão do motorista. 

Quando trafegar próximo a qualquer veículo, esteja atento a possíveis pontos cegos. Além disso, sempre sinalize e preste atenção para evitar surpresas e “fechadas”.

5 – Direção defensiva

A Zapay também ressalta a importância de adotar uma postura defensiva, mantendo distância segura dos outros veículos, respeitando semáforos, reduzindo velocidade próximo a cruzamentos e sinalizando adequadamente suas ações.

Aumenta o número de acidentes envolvendo motos. Saiba mais no post. 

O que o motociclista deve fazer em uma estrada com buracos?

Em casos de terrenos com buracos, o motociclista não pode frear constantemente, mas sim contar com a grande a maneabilidade do veículo. Quando se freia uma moto bruscamente, o peso é transferido à frente pelo efeito da desaceleração, aumentando as chances de entortar ou até quebrar a roda dianteira. 

O ideal é manter uma velocidade baixa para desviar dos buracos, mas se não for possível tente acelerar se não conseguir reduzir a velocidade suficientemente. 

 

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar