Volkswagen Virtus 2018: preço, motorização e todos os detalhes do sedã do Polo

Notícias 30 de janeiro de 2018 Leo Alves 0

Lançado na última semana, o Volkswagen Virtus é a aposta da marca para o segmento de sedãs compactos. Maior que o Voyage, o modelo chega para ocupar a lacuna entre ele e o Jetta. Com preços entre R$ 59.990 e R$ 79.990, o três volumes terá como principais rivais o Honda City e o Chevrolet Cobalt.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Derivado do Polo, ele herda do hatch o design frontal. Até a coluna B (central) ele é idêntico ao seu irmão menor. Porém, por ter uma maior distância entre-eixos (cerca de 8 cm), o Volkswagen Virtus é um carro novo a partir da porta traseira. A parte de trás do sedã também é nova, com traços que lembram os do Jetta e Passat, ou até mesmo os modelos da Audi – para os mais empolgados.

Versões e conteúdos

MSI (R$ 59.990)

Primeiro sedã da marca montado sobre a plataforma modular MQB A0 no Brasil, o VW Virtus terá três versões. Equipado com o motor 1,6l de 117 cv e câmbio manual, a configuração MSI será a de entrada do modelo no País, ficando na casa dos R$ 60 mil.

A lista de itens de série inclui ar-condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricos, quarto airbags, alerta de frenagem de emergência, chave canivete com alarme, computador de bordo, suporte para celular no painel com entrada USB e regulagem de altura para o banco do motorista.

Comfortline 200 TSI (R$ 73.490)

Intermediária, a Comfortline 200 TSI é equipada com o motor 1,0l turbo TSI de 128 cv, associado ao câmbio automático de seis marchas. Além dos equipamentos da MSI, ela é equipada com banco traseiro bipartido, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, controle de estabilidade (ESC), roda de liga leve de 15 polegadas e sistema de infotainment Composition Touch com tela de 6,5 polegadas.

Faróis de neblina, sensores de estacionamento traseiro, ajuste elétrico dos retrovisores, lanternas traseiras escurecidas e volante multifuncional completam os itens.

Highline 200 TSI (R$ 79.990)

Topo de linha, ela mantém o mesmo conjunto mecânico da configuração intermediária. Além dos itens de série da anterior, acrescenta abertura das portas sem o uso da chave e partida por botão, controlador automático de velocidade de cruzeiro, ar-condicionado digital, banco do passageiro rebatível para a frente, porta-luvas refrigerado, faróis de neblina com função cornering light, luz de condução diurna (DRL) em LED, rodas de liga leve de 16 polegadas, volante multifuncional revestido de couro com borboletas para troca das marchas e detalhes em preto brilhante na cabine.

Opcionais

Como opcional para o Virtus MSI estão disponíveis dois pacotes: o primeiro, “Connect”, inclui sistema de infotainment Composition Touch, I-System, volante multifuncional, “Park pilot” (sensores de estacionamento traseiros), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e roda de liga leve de 15” “Scimitar” com pneus 195/65 R15. O segundo pacote, “Safety”, traz o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e todos os recursos atrelados a ele, como ASR, EDS e HHC.

A Confortline  também conta com dois pacotes opcionais. O primeiro, “Tech I”, inclui sistema “Kessy” para abertura e fechamento das portas sem uso da chave e partida do motor por botão no console central, controlador automático de velocidade de cruzeiro, sensores de estacionamento dianteiros, retrovisor interno eletrocrômico, volante multifuncional com “shift paddles”, sensores de chuva e crepuscular e função coming/leaving home e rodas de liga leve de 16” “Nick” com pneus 205/55 R16.

LEIA MAIS: Testamos: motor TSI e dirigibilidade exemplar colocam o Volkswagen Polo Highline na briga entre os compactos

Motor turbo exige revisões em dia e atenção com a ignição

O segundo pacote, “Tech II”, inclui aos itens do anterior o sistema “RKA” (indicador de pressão dos pneus), ar-condicionado digital Climatronic, sistema “s.a.v.e” de divisão do porta-malas (e rede porta-objetos), porta-luvas refrigerado, câmera traseira, detector de fadiga, sistema de frenagem automática pós-colisão, volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles” e detalhes em preto brilhante na cabine.

Até mesmo a topo de linha Highline conta com três pacotes de opcionais. O primeiro traz revestimento dos bancos em couro sintético Native. O segundo, “Tech High”, inclui sensores de estacionamento dianteiro, sistema “RKA” de indicador de pressão dos pneus, sistema “s.a.v.e” de divisão do porta-malas (e rede porta-objetos), antena “tubarão”, câmera traseira para auxílio no estacionamento, detector de fadiga, espelho retrovisor eletrocrômico, faróis com a função coming/leaving home, Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão, sensores de chuva e crepuscular e sistema de infotainment “Discover Media” de 8 polegadas. O terceiro pacote, “Technology”, adiciona ao anterior o Active Info Display e rodas de liga leve de 17” “Razor”, com pneus 205/50 R17.

O Virtus chega ao mercado brasileiro com garantia de fábrica de três anos (sem limite de quilometragem) e estará disponível em sete cores: Preto Ninja, Branco Cristal e Vermelho Tornado (sólidas) e Cinza Platinum, Azul Night, Prata Sirius e Prata Tungstênio (metálicas).

Manual cognitivo

Utilizando o IBM Watson, o sedã terá o manual cognitivo para responder aos motoristas questões sobre o veículo. É possível consultar até informações contidas no manual do carro. O aplicativo Meu Volkswagen também utiliza essa tecnologia para responder as dúvidas em português e espanhol.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *