Tags

Notícias

Volkswagen testa esportivo plug-in híbrido Golf GTE no Brasil

Créditos: Foto: Divulgação
7 setembro, 2015
Da Redação, com assessoria

Modelo pode rodar 100 km com apenas 1,5 litro de combustível

Com o objetivo de investir em tecnologias mais sustentáveis no munto todo, a Volkswagen está avaliando o novo plug-in híbrido Golf GTE em condições tipicamente brasileiras. O modelo, que foi apresentado no Salão de São Paulo de 2014, é a quinta opção de motorização oferecida para o Golf no mundo, juntando-se às versões a gasolina, diesel, gás natural comprimido e totalmente elétrico.

Segundo dados da montadora alemã, o veículo pode rodar 100 quilômetros com apenas 1,5 litro de combustível e tem autonomia, em modo totalmente elétrico, de até 50 quilômetros – sua autonomia total, no modo híbrido, chega a até 940 quilômetros.

Sistema plug-in híbrido

Foto: Divulgação
imagem610 (6)
Golf GTE tem um motor a combustão 1.4 de 150 cv e um elétrico de 102 cv

O novo Golf GTE tem dois motores: um a combustão 1.4 TSI com 150 cv e um elétrico de 102 cavalos – este recebe energia de uma bateria de íons de lítio de alta voltagem com arrefecimento líquido, que pode ser carregada por meio de um soquete localizado atrás do logotipo VW na grade dianteira.

Combinados, os propulsores oferecem potência de 204 cv e torque máximo de 35,62 kgfm. Se o motor elétrico for a única fonte de força de propulsão, ele pode atingir velocidade de até 130 km/h. E, quando toda a potência do sistema é utilizada, vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos, atingindo velocidade máxima de 222 km/h.

A bateria, de 120 quilos, precisa de aproximadamente três horas e meia para carregar completamente em uma tomada convencional. Se ela for carregada em uma estação, o tempo é reduzido para aproximadamente duas horas e meia.

Foto: Divulgação
imagem610 (3)
Bateria leva cerca de três horas e meia para carregar

O GTE conta ainda com transmissão automática DSG de seis marchas com função Tiptronic, desenvolvida especificamente para veículos híbridos, componentes eletrônicos de força (que convertem a corrente contínua da bateria em corrente alternada para movimentar o motor) e um carregador.

Ele traz também servo-freio eletromecânico e compressor elétrico, que garantem a operação otimizada e energeticamente eficiente dos freios e do ar-condicionado, especialmente quando o carro é utilizado no modo de condução elétrico.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.